terça-feira, 4 de julho de 2017

Chapecoense demite técnico Vagner Mancini


Vagner Mancini não é mais o técnico da Chapecoense. Após cinco jogos sem vitória, a diretoria do clube comunicou o treinador na manhã desta terça-feira o fim de sua passagem pelo clube verde e branco.

O empate fora de casa contra o Fluminense culminou no desligamento do técnico. Em nota oficial, a diretoria da Chapecoense agradece ao treinador pelo trablho no processo de reconstrução do clube.

Há cerca de uma semana havia promessa de que o departamento de futebol "morreria abraçado". O treinador foi pego de surpresa e sequer esperava a reunião para falar de futuro na manhã desta terça-feira. Os Jogadores ainda não foram comunicados da decisão, já que a presença do presidente Maninho é esperada no hotel no Rio de Janeiro para oficializar.

Emerson Cris assume o comando da equipe interinamente, mas um novo treinador é esperado ainda nesta semana em Chapecó.

Com 14 pontos, a Chapecoense está na 15ª colocação na Série A do Campeonato Brasileiro. O time chegou a liderar a competição por duas rodadas, mas caiu de produção e flerta com a zona de rebaixamento.

Em 46 jogos no comando da equipe, foram 21 vitórias, 10 empates e 15 derrotas, aproveitamento de 52,9%, e conquistou pela primeira vez de sua história o bicampeonato estadual.

Confira o comunicado emitido pelo clube

O Departamento de Futebol da ACF comunica a decisão pela saída de Vagner Mancini da direção técnica da Associação Chapecoense de Futebol. A equipe será comandada interinamente pelo auxiliar técnico Emerson Cris.

A Diretoria da ACF reconhece o relevante trabalho prestado pelo profissional Vagner Mancini no processo de reconstrução do Clube e na obtenção de importantes resultados obtidos na temporada 2017.


Por Eduardo Florão e Cahê Mota, Chapecó, SC e Rio de Janeiro


0 comentários:

Postar um comentário