quarta-feira, 19 de abril de 2017

Papa recusa convite para vir ao Brasil e pede a Temer atenção aos pobres

Papa Francisco recusa convite para vir ao Brasil e pede a Temer atenção aos pobres

Ao recusar convite para visitar o Brasil, o Papa Francisco explicou em carta ao presidente Michel Temer que a sua agenda intensa não permite a viagem, citou a crise no Brasil e lembrou que os mais pobres são aqueles que costumam pagar o “preço mais amargo”. O líder católico ressaltou que a crise que o país enfrenta não é de fácil solução.

"Sei bem que a crise que o país enfrenta não é de simples solução, uma vez que tem raízes sócio-político-econômicas, e não corresponde à Igreja nem ao Papa dar uma receita concreta para resolver algo tão complexo", escreveu o Papa num trecho da carta divulgado pelo site G1.

Em seguida, Francisco faz uma reflexão sobre a situação social do Brasil. "Porém não posso deixar de pensar em tantas pessoas, sobretudo nos mais pobres, que muitas vezes se veem completamente abandonados e costumam ser aqueles que pagam o preço mais amargo e dilacerante de algumas soluções fáceis e superficiais para crises que vão muito além da esfera meramente financeira".

Segundo o blog de Gerson Camarotti, o Papa respondeu uma carta enviada por Temer no final do ano passado. Temer convidou o pontífice para as comemorações dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida.

De acordo com um comunicado da Sala de Imprensa da Santa Sé nesta terça-feira, “como o próprio Presidente Temer em sua carta fazia referência a seu compromisso no combate aos problemas sociais do país, o Papa ressalta tal aspecto e encoraja a trabalhar pela promoção dos mais pobres”.

O Papa Francisco citou ainda a primeira exortação apostólica que ele escreveu, intitulada “A Alegria do Evangelho”, em que afirmou que “não podemos mais confiar nas forças cegas e na mão invisível do mercado” e lembrou que o crescimento equitativo exige algo mais do que o crescimento econômico.

O Globo


0 comentários:

Postar um comentário