sexta-feira, 14 de abril de 2017

Águas do rio São Francisco chegam à região de Campina Grande, na Paraíba

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, visitou o reservatório Epitácio Pessoa, localizado no município de Boqueirão, PB


As águas do 'Velho Chico' chegaram nesta quinta-feira (13) à região de Campina Grande (PB), onde vão assegurar o abastecimento para mais de 716 mil pessoas em 18 municípios. O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, visitou o reservatório Epitácio Pessoa, localizado no município de Boqueirão, e destacou o esforço de todos os envolvidos para cumprir a meta de levar, ainda no mês de abril, a água ao local, que vive uma das maiores secas dos últimos anos. A estrutura começou a receber a água do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco, inaugurado no dia 10 de março.

O ministro destacou a importância do cumprimento do cronograma do governo federal, que havia garantido a chegada da água em abril. "Poder cumprir com os prazos faz com que a população possa ter a certeza da nossa atenção e priorização para o enfrentamento a essa seca, que tem trazido sofrimento a essa região. Desde 2011 não passava água aqui e poder ver a água chegando hoje, chegando forte, é a certeza de que todos que já sofreram podem ter um futuro novo de prosperidade, de produção e qualidade de vida", destacou Helder Barbalho.

Nas próximas duas semanas, o governo da Paraíba reforçará as captações necessárias para levar água, além de Campina Grande - segunda maior cidade do estado-, aos moradores de mais 17 cidades: Barra de Santana, Caturité, Queimadas, Pocinhos, Lagoa Seca, Matinhas, São Sebastião de Lagoa de Roça, Alagoa Nova, Boqueirão, Boa Vista, Soledade, Juazeirinho, Cubati, Pedra Lavrada, Olivedos, Seridó e Cabaceiras.


Depois do reservatório Boqueirão, a água continuará seguindo o curso do rio Paraíba até a barragem Acauã, para beneficiar ainda mais 132 mil habitantes em mais 12 cidades paraibanas, por meio de sistemas de distribuição de água já implantados. São elas: Aroeiras, Gado Bravo, Itaituba, Ingá, Mogeiro, Juarez Távora, Itabaiana, Salgado de São Félix, São José do Ramos, Pilar, Juripiranga e São Miguel de Taipu.

O tratamento e a distribuição da água do Projeto São Francisco são de responsabilidade das companhias estaduais de abastecimento. O Ministério da Integração apoia financeiramente as obras e acompanha todas as etapas do processo. Na Paraíba, a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) está encarregada de levar água às torneiras das famílias. "Há obras de interligação fundamentais para que outras áreas possam ser beneficiadas nos estados que compõem o Projeto São Francisco", explicou o ministro.

Helder Barbalho anunciou também que o Ministério da Integração Nacional já iniciou a licitação para a execução da adutora de engate rápido de Piancó. "Essa é uma medida emergencial que visa diminuir o sofrimento da população da região, garantindo acesso ao abastecimento de água. A nossa previsão é de que no período de uma semana nós estaremos concluindo esse processo. A partir daí, analisaremos as propostas e faremos o julgamento, para podermos concluir a contratação", ressaltou.

Eixo Leste - O primeiro município paraibano que recebeu a água do rio São Francisco foi Monteiro (PB), com 33 mil habitantes. Em Pernambuco, Sertânia, com 35 mil moradores, também está sendo contemplada. Leia mais.

No total, o Eixo Leste conduz as águas do 'Velho Chico' por 217 quilômetros, entre canais, seis estações de bombeamento, aquedutos e túnel. A captação do rio é realizada no lago de Itaparica, entre os municípios pernambucanos de Floresta e Petrolândia. De lá, a água ainda passa por mais duas cidades nesse mesmo estado: Custódia (PE) e Sertânia (PE) - antes do seu destino final na Paraíba.

Eixo Norte - O Ministério da Integração Nacional confirmou, na última sexta-feira (7), o consórcio Emsa-Siton como vencedor da licitação que dará continuidade às obras da primeira etapa (1N) do Eixo Norte. A previsão é de que o contrato com essas empresas seja assinado ainda em abril para que a obra seja retomada o mais rápido possível. Os estados do Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte deverão ser beneficiados pelo Eixo Norte, no segundo semestre deste ano, após contratação dos serviços necessários à passagem da água do rio São Francisco. O Eixo Norte já está com 94,63% de suas obras concluídas.

Quando totalmente finalizado, os dois eixos (Norte e Leste) de transferência de água do Projeto São Francisco levarão água para mais de 12 milhões de pessoas nos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte. Cerca de 390 municípios serão atendidos.

Outras ações - O governo federal executa diversas outras ações com o objetivo de ampliar a oferta de água nas regiões que sofrem com a seca prolongada. Desde que o ministro Helder Barbalho assumiu a Pasta, em maio ano passado, até o momento foram investidos R$ 331,9 milhões no estado para a continuidade da execução da Vertente Litorânea Paraibana - a mais importante obra estruturante da Paraíba -, além da construção de açudes, ações emergenciais como a Operação Carro-Pipa Federal e a implem.

Ministério da Integração Nacional


0 comentários:

Postar um comentário