sábado, 13 de agosto de 2016

Miguel Coelho ouve críticas sobre descaso da Prefeitura com marchantes e feirantes

​Foto: Jonas Santos​

Acompanhado pelo ministro Fernando Filho e lideranças políticas de Petrolina, o pré-candidato a prefeito Miguel Coelho conversou na manhã deste sábado (13) com feirantes e marchantes da feira da Cohab Massangano. Durante a visita, o socialista ouviu muitas reclamações sobre falta de condições de trabalho e acerca do fechamento do matadouro público.

Miguel se solidarizou com os apelos dos trabalhadores do centro de compras e garantiu que durante a campanha irá apresentar propostas tanto para a situação do abatedouro quanto para a falta de estrutura para os feirantes. “É importante dar um olhar atencioso para a situação das feiras, que hoje, não tem nenhum tipo de apoio. O que já não funcionava tão bem piorou por conta do descaso com marchantes, que estão desde o começo do ano abandonados sem poder trabalhar num momento de crise econômica”, destacou o pré-candidato.

A polêmica em torno do funcionamento do matadouro público de Petrolina vem se arrastando há vários anos. O espaço, que atendia dezenas de marchantes, foi fechado em fevereiro, obrigando os trabalhadores a se deslocarem para Juazeiro ou realizarem o abate em locais sem autorização. “Desde que foi fechado o matadouro, nós temos dados de instituições de fiscalização que mostram um grande crescimento de abate clandestino e de carne sem condições de consumo. É um risco enorme para população permitir essa situação. Se era para fechar o matadouro, antes deveria ter sido construído um equipamento e a prefeitura teve muito tempo para fazer isso”, criticou Miguel.

Assessoria de Imprensa de Miguel Coelho


0 comentários:

Postar um comentário