sábado, 31 de março de 2018

Na Alepe, Bispo Ossesio Silva critica redução de assentos prioritários para idosos em coletivos

Segundo parlamentar, iniciativa que diminui reserva de cadeiras foi autorizada pelo Conselho Superior de Transporte Metropolitano. 

As empresas do Grande Recife Consórcio de Transportes foram autorizadas pelo Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM) a reduzir o número de assentos prioritários para idosos nos coletivos públicos. A decisão, divulgada na última semana, recebeu críticas do deputado Bispo Ossesio Silva (PRB) em discurso na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), na quarta-feira (28). Da tribuna, o parlamentar chamou a decisão de “desrespeito” e pediu providências das autoridades competentes.

“Meu discurso é de indignação com o tratamento que vem sendo dado a essas pessoas que contribuíram e continuam colaborando com o desenvolvimento da nossa sociedade”, afirmou. Segundo o deputado, os coletivos eram obrigados a ter seis assentos prioritários na parte dianteira e, com a decisão, poderão apresentar de três a quatro cadeiras reservadas.

De acordo com notícia divulgada pelo jornal Folha de Pernambuco e comentada pelo parlamentar, a medida foi anunciada com o propósito de diminuir o tempo de embarque e desembarque nos coletivos, embora estudo desenvolvido pela Urbana-PE não comprove que o novo formato permitirá isso.

“A mudança, já realizada em 44 ônibus, vai prejudicar ainda mais a vida daqueles que são vítimas de preconceito e enfrentam dificuldades diárias para ter acesso à saúde, assistência social e a outros direitos”, pontuou, solicitando empenho do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e do Conselho Estadual dos Direitos dos Idosos para rever essa decisão.

Alepe


0 comentários:

Postar um comentário