sábado, 28 de outubro de 2017

Governo de PE vai dar bolsas de até R$ 950 para universitários

Serão ofertadas 1.000 bolsas para estudantes da Rede Pública Estadual de Educação; No primeiro ano o valor é de até R$ 950,00 e no segundo ano de R$ 400,00, repassados mensalmente ao estudante

Para avançar ainda mais a educação pública estadual, o governador Paulo Câmara lançará o novo Programa de Acesso ao Ensino Superior (PE no Campus). A solenidade de lançamento será na próxima segunda-feira (30/10), às 14h30, na Escola de Referência em Ensino Médio Ginásio Pernambucano (unidade Cruz Cabugá). O Programa é coordenado pela Secretaria Estadual de Educação (SEE). “Estamos dando um passo adiante, levando à universidade os nossos melhores alunos do Ensino Médio. Assegurando, o apoio necessário nos dois primeiros anos como universitários, para que eles prossigam na vida acadêmica”, explicou Paulo.

O novo Programa possui dois grandes eixos de ação: mobilizar a participação dos estudantes no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e no exame do Sistema Seriado de Avaliação (SSA) e apoiar financeiramente os estudantes de baixa renda da Rede Estadual de Educação após o ingresso no Ensino Superior das Redes Públicas Estadual e Federal. Para isso, serão ofertadas 1.000 (mil) bolsas para estudantes da Rede Pública Estadual de Educação, além de fortalecer o programa Bolsa de Incentivo Acadêmico (BIA), coordenado pela Fundação de Amparo a Ciência e Tecnologia de Pernambuco (FACEPE).


O pacote de ações a ser anunciado por Paulo Câmara contempla desde o incentivo e suporte à participação dos estudantes no ingresso ao Ensino Superior até o apoio financeiro. Serão oferecidas duas bolsas: uma para manutenção e outra para apoio à permanência do estudante na instituição, podendo ser recebidas cumulativamente durante o primeiro ano da graduação. No primeiro ano o valor total da bolsa é de até R$ 950,00 e no segundo ano de R$ 400,00, repassados mensalmente ao estudante. A iniciativa pretende apoiar o estudante financeiramente para que possa arcar com despesas básicas no início do curso superior, especialmente moradia, alimentação e material didático.

Estão aptos a participar estudantes com renda familiar de até dois salários mínimos, que moram no Interior do Estado, além de ter cursado todo o Ensino Médio em escola pública da Rede Estadual. Como critério classificatório das vagas ofertadas no Programa, serão selecionadas as 1.000 (mil) maiores notas dos estudantes que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) ou o exame do Sistema Seriado de Avaliação (SSA).

“Com essas ações, o Governo Paulo Câmara buscar cada vez mais incentivar os estudantes a dar continuidade aos estudos, contribuindo, dessa forma, para o desenvolvimento da educação de Pernambuco, abrindo novos caminhos e construindo um futuro mais promissor para nossos estudantes”, afirmou o secretário estadual de Educação, Fred Amâncio.

Governo de Pernambuco


0 comentários:

Postar um comentário