quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Petrolândia: Dia dos Surdos é comemorado na cidade com diversas atividades


Durante a tarde desta quarta (27), próximo a Pousada Atenize, em parceria com a Secretaria de Educação, a Escola Jatobá e o grupo CEFORPROL foi realizada uma panfletagem conscientizando a comunidade petrolandense sobre a simbologia do Setembro Azul e a importância das lutas em prol dos direitos dos surdos (fotos: Assis Ramalho).

A Prefeitura Municipal de Petrolândia, através da Secretaria Municipal de Educação, realizou durante todo o dia de terça-feira (26) várias atividades, a começar pela manhã, no Centro Beethoven de Apoio à Educação Inclusiva com Sensibilização e dinâmicas de interação voltadas ao fortalecimento da comunidade surda.
Durante a tarde, próximo a Pousada Atenize, em parceria com a Secretaria de Educação, a Escola Jatobá e o grupo CEFORPROL foi realizada uma panfletagem conscientizando a comunidade petrolandense sobre a simbologia do Setembro Azul e a importância das lutas em prol dos direitos dos surdos.

No começo da noite, ao finalizar a panfletagem, no Centro Cultural Hidelbrando Menezes, as alunas Giovanna e Vitória da Escola de Jatobá, sob a orientação das professoras Alany Raquel e Érica Kaline, apresentaram uma música; a professora de Atendimento Educacional Especializado da Escola 06 de Março, Aislane Campos, que fez uma exibição de um vídeo e uma breve explanação sobre o histórico de educação dos surdos; a aluna da Escola Delmiro Gouveia, Maria Elaine Freire Nunes realizou um depoimento acerca dos desafios e superações, enquanto pessoa surda; as Intérpretes de Libras Rita Viana, que atua no Município, e Ana Carla, do Grupo Ceforprol, que realizaram uma oficina de libras.

E para finalizar esse dia de muitas discussões e reflexões acerca do Setembro Azul, foi realizada uma homenagem à professora Maria Lúcia de Barros, que foi precursora no trabalho com surdez em Petrolândia, e que faleceu em 20 de Janeiro de 2017. Foi exibido um vídeo produzido por pessoas que conheceram e acompanharam de perto a história profissional de Lúcia e a conclusão ficou por conta do grupo CEFORPROL, com a interpretação de uma música, também em sua homenagem.


Blog de Assis Ramalho
Fotos: Assis Ramalho e equipe da Secretaria Municipal de Educação


0 comentários:

Postar um comentário