sábado, 4 de novembro de 2017

Menina morre afogada após ficar presa em bomba de piscina em Itamaracá

Laura Beatriz, de oito anos, brincava na piscina quando teve os cabelos sugados pela bomba de sucção. Familiares tentaram soltar a menina, mas o corpo só foi retirado da água quando o equipamento foi desligado

Aconteceu nesta sexta-feira, no Cemitério de São Lourenço da Mata, Região Metropolitana do Recife (RMR), o sepultamento de uma menina de oito anos que morreu afogada nesta quinta-feira em Itamaracá. Laura Beatriz teria ficado presa na bomba de sucção de uma piscina da casa de veraneio parentes.

O acidente aconteceu na manhã desta quinta-feira. Familiares da criança precisaram desligar o equipamento para retirar a menina, que teve os cabelos sugados e presos. Ela chegou a ser socorrida para uma unidade de saúde, mas chegou sem vida ao local.

Confira algumas orientações do Corpo de Bombeiros para evitar afogamentos em piscinas:


- Em caso de uso da piscina, o sistema da bomba e filtro da piscina deverá ser desligado ou terem comprovadamente segurança de não sucção de banhistas.
- Contrate um guarda-vidas de piscina se for fazer uma festa em casa com piscina.
- Isole a piscina impedindo o acesso usando de preferência muro ou grades com altura de 1,50m e 12cm nas verticais com um portão de auto-fechamento. Lonas e cercas vivas não são confiáveis.
- Nunca deixe seu filho sozinho na piscina ainda que saiba nadar.
- Caso necessite afastar-se da piscina leve sempre sua criança consigo. Use sempre telefone sem fio.
- Incentive o uso de coletes salva-vidas para crianças menores de 5 anos ou pessoas sem conhecimento de natação e não permita o uso de objetos de flutuação, por parte dos usuários, como ex: bóias de braço, pranchas, pneus, bolas e outros.
- Evite brinquedos próximos à piscina, isto atrai as crianças.

Diário de Pernambuco


0 comentários:

Postar um comentário