quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Jornalista do ABTV é transferido para o Hospital Boa Esperança, no Recife

Ambulância saiu do hospital Unimed nesta manhã (Foto: Joalline Nascimento/G1)

A transferência do jornalista Alexandre Farias, de 39 anos, de um hospital em Caruaru para outro no Recife, ocorreu na manhã desta quinta-feira (28). O apresentador do ABTV 2ª Edição foi ferido por bala perdida no Alto do Moura, no dia 16 de setembro, após uma troca de tiros entre policiais e bandidos que estariam praticando roubos no local.
A ambulância com o jornalista saiu do hospital Unimed às 9h30 (horário local) e seguiu para o Aeroporto Oscar Laranjeira, de onde ele seguiu em um avião equipado com Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O irmão de Alexandre acompanhou ele no voo. O apresentador da TV Asa Branca vai continuar o tratamento no Hospital Esperança.

O jornalista segue em estado grave, porém evoluindo de forma estável. Os médicos ressaltaram que Alexandre não apresentou nenhuma piora no quadro. A transferência foi realizada visando a melhora do apresentador. A equipe neurológica que vem acompanhando ele desde o início será a mesma que irá cuidar dele no Recife.

"A transferência também se deu por questões contratuais. Já havia sido decidido isso desde o início. Quando tivesse condições de ser transferido, iria para um hospital que faz parte do plano de saúde ao qual ele está vinculado", explicou o médico André Muniz.

Entenda o caso

O apresentador do ABTV 2ª Edição foi vítima de uma bala perdida na noite do sábado (16), no bairro Alto do Moura, em Caruaru. Ele ia para a casa quando foi atingido por um disparo na cabeça. De acordo com informações da Polícia Militar, assaltantes estavam em um carro roubado quando houve perseguição e troca de tiros.

Na fuga, os bandidos ainda atropelaram os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que estavam em uma ocorrência no local. Uma das auxiliares de enfermagem foi atingida. Alexandre Farias foi socorrido em estado grave para o Hospital Regional do Agreste (HRA) e em seguida transferido para hospital Unimed, também em Caruaru.

Um dos suspeitos de participar do tiroteio que atingiu Alexandre "era integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC) do Rio Grande do Norte", conforme informou o chefe da Polícia Civil em Pernambuco, Joselito Amaral.

A informação foi divulgada durante coletiva de imprensa na manhã da terça-feira (19) em Caruaru, no Agreste. O homem de 34 anos foi morto durante um confronto com a polícia na tarde da segunda (18). No total, quatro criminosos foram presos.

G1 Caruaru


0 comentários:

Postar um comentário