sábado, 5 de agosto de 2017

Presa ex-prefeita de Passo de Camaragibe (AL), acusada de desvio milionário na saúde


Acusada de participação em um esquema de desvio milionário em verbas para saúde e foragida da Justiça até então, a ex-prefeita de Passo de Camaragibe (AL), Márcia Coutinho Nogueira de Albuquerque, apresentou-se, neste sábado (5), ao juiz plantonista do Tribunal de Justiça (TJ). Ela também foi recebida pelos promotores de Justiça Thiago Chacon e Eloá de Carvalho.

A informação da apresentação espontânea da ex-prefeita foi confirmada à imprensa pela assessoria do Ministério Público Estadual (MPE).

Conforme o órgão ministerial, Márcia Coutinho será levada para a sede do Ministério Público Estadual de Alagoas, onde será ouvida pelos promotores do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), responsáveis pela investigação do caso.


Em seguida, Márcia Coutinho deve ser levada para o sistema prisional, onde deverá cumprir os cinco dias de prisão temporária, já expedidos pela Justiça de Alagoas.

A ex-gestora foi alvo da segunda etapa da operação Sepse, do Gecoc, que está investigando o desvio de R$ 3 milhões dos cofres dos municípios de Passo do Camaragibe, Mata Grande e Girau do Ponciano. O dinheiro deveria ter sido aplicado na compra de medicamentos para pacientes que estão em tratamento de saúde.

Márcia estava foragida desde o último dia 19, quando a operação foi deflagrada. O ex-prefeito de Mata Grande, José Jacob Gomes Brandão, permanece foragido.

Gazeta Web


0 comentários:

Postar um comentário