terça-feira, 11 de outubro de 2016

Lucas Ramos destaca chegada de usina heliotérmica em Petrolina

Deputado estadual Lucas Ramos (Foto: João Bita/Alepe)

O deputado estadual Lucas Ramos (PSB) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa de Pernambuco para comentar o anúncio da chegada de uma usina heliotérmica em Petrolina, Sertão do Estado. O projeto da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (CHESF) em parceria com a Universidade Federal do Ceará e o Instituto Solar de Jülich, da Alemanha, pretende instalar no município sertanejo, em janeiro de 2017, espelhos e torres que captarão a luz do Sol e a transformarão em energia elétrica para abastecer a usina de Sobradinho.

Para o deputado, a chegada do empreendimento consolida os avanços conquistados por Pernambuco no campo da geração e uso de energia limpa. “Nosso estado vem dando passos largos no estímulo às fontes renováveis de energia. Em 2012, o ex-governador Eduardo Campos iniciou as discussões para a instalação desta usina heliotérmica, trabalho que foi continuado por Paulo Câmara e que pode ser ampliado em outros municípios”, destacou o parlamentar.

A escolha de Petrolina para recebe a usina levou em conta a forte incidência direta dos raios do Sol, a pouca nebulosidade e a existência de um mapa solar no município. “São características presentes em outras localidades que podem receber, no futuro, novas plantas produtivas semelhantes”, salientou Lucas.

Diferente das placas solares fotovoltaicas que geram energia durante o dia, o sistema heliotérmico permite o armazenamento de energia solar para ser utilizada inclusive no período da noite. Os espelhos se movimentam de acordo com a posição do sol e refletem para uma torre solar. Na torre o calor é armazenado e transformado em energia elétrica. A capacidade de geração é de 300 quilowatts (kW), suficientes para abastecer 600 residências de baixo consumo energético.

ENERGIA LIMPA – Dentre as ações do estado que buscam incentivar o fornecimento de energia limpa, Lucas Ramos aproveitou para destacar a instalação do parque da empresa S4 Solar Brasil, que implantará no Cabo de Santo Agostinho sua primeira fábrica de painéis solares no país. Serão R$ 80 milhões investidos em uma planta que irá produzir 600 mil painéis por ano em um processo 100% automatizado. “A chegada da S4 Solar Brasil traz, além de empregos, uma nova perspectiva para o momento de crise que estamos passando”, analisou.

Lucas também relembrou o incentivo que a produção de energia eólica vem recebendo em Pernambuco. “Suape se transformou em exemplo nacional ao reunir empresas que estão inseridas na produção de usinas eólicas. Um cluster que alavanca empreendimentos do tipo no estado”, salientou o deputado ao enumerar a operação dos parques Ventos de Santa Brígida e Ventos de São Clemente que, juntos, são responsáveis por 15% da energia gerada em Pernambuco. “Todo esse trabalho tem a participação do secretário de Desenvolvimento Econômico, Thiago Norões, que demonstra compromisso com a sustentabilidade e vem realizando um trabalho responsável e preocupado com o futuro dos recursos naturais”, pontuou.

Assessoria de Imprensa Lucas Ramos


0 comentários:

Postar um comentário