sábado, 23 de julho de 2016

Petrobras anuncia retomada das obras do Comperj e Refinaria Abreu e Lima


O Conselho de Administração da Petrobras aprovou nesta sexta-feira a retomada das obras no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) e da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), conforme antecipou o colunista do GLOBO, Lauro Jardim. A construção do Comperj, em Itaboraí, está parada desde o ano passado. A estatal já investiu US$ 13 bilhões no projeto.

A conclusão da Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) no Comperj está pendente. A unidade faz parte do Projeto Integrado Rota 3, que contempla também o Gasoduto Rota 3, o Tratamento Complementar de Gás no Terminal de Cabiúnas e a faixa de Dutos Norte Rota 3. De acordo com a Petrobras, esses projetos completam a infraestrutura de escoamento e processamento de gás natural do pólo pré-sal da Bacia de Santos.

O Conselho aprovou ainda o adiamento dos investimentos das demais unidades da Refinaria Trem 1 até dezembro de 2020 e orientou que “continuem os esforços em busca de parceiros para dar continuidade aos investimentos”. Os projetos da segunda refinaria (Trem 2) e da Unidade de Lubrificantes do Comperj foram cancelados.

Segundo comunicado após a reuinão do Conselho, a reavaliação do projeto da Refinaria Abreu e Limam, em Ipojuca, Pernambuco, permitirá a continuidade das atividades de contratação para conclusão da unidade de abatimento de emissões (Snox) e demais obras de complementação do Trem 1.

O projeto prevê a implantação de dois trens de refino. O primeiro deles (trem 1) está em operação desde dezembro de 2014, com carga de 100 mil barris por dia.

Segundo o comunicado, a decisão final sobre a implantação do trem 2 de Abreu e Lima será tomada na aprovação do Plano de Negócios e Gestão (PNG) da estatal, a partir da análise de projetos da Petrobras e de acordo com as projeções de mercado e os limites de financiabilidade da companhia.

O Globo


0 comentários:

Postar um comentário