Publicidade

Em visita ao Rio Grande do Sul, Bolsonaro participa de entrega de moradias em Bagé

Presidente e autoridades fizeram a entrega presencial das chaves das casas aos novos moradores | Foto: Reprodução / CP


Bolsonaro em visita a Bage. — Foto: Reprodução/RBS TV

Durante agenda na cidade de Bagé (RS) nesta sexta-feira, o presidente Jair Bolsonaro participou da entrega de 1.164 moradias populares de condomínios habitacionais no município. A solenidade oficial, que iniciou às 15h, ocorreu na presença do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, de ministros, autoridades estaduais e municipais e dos novos moradores das unidades Espanha I e II. As obras tiveram o investimento federal de R$ 87 milhões.

O presidente visitou, acompanhado dos novos moradores, as unidades e os apartamentos do condomínio. Cada moradia, com cerca de 43 metros², é composta por dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. O local também oferece aos moradores espaços coletivos como salão de festas, playground e áreas multiuso. No local, Bolsonaro foi recebido por aglomerações de pessoas que gritavam "mito" e pediam para tirar foto.

Chegada a Bagé

Bolsonaro com outros políticos dentro do avião. Grupo está próximo, e muitos não estão de máscara — Foto: Reprodução/@deputadosanderson/Instagram

O presidente desembarcou em Porto Alegre, em um avião presidencial, e pegou outra aeronave para se deslocar até a cidade. Jair Bolsonaro desceu do avião usando máscara, mostrou uma caixa do remédio cloroquina para as pessoas que o aguardavam, e as cumprimentou apertando a mão. O medicamento, associado pelo presidente à Covid-19, não tem eficácia comprovada contra a doença, segundo diversos estudos científicos.

Bolsonaro saiu de Brasília em um avião com outros políticos. Entre eles estavam o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, General Heleno, prefeito de Bagé, Divaldo Lara (PTB); e os deputados federais Mauricio Dziedricki (PTB), Ubiratan Sanderson (PSL), Daniel Trzeciak (PSDB), Ronaldo Santini (PTB) e Bibo Nunes (PSL). Nas redes sociais, o grupo publicou fotos dentro do avião em que aparecem uns próximos dos outros e muitos não usavam máscaras.

Por volta das 12h45, Bolsonaro visitou a escola cívico militar São Pedro, a primeira do Brasil a aderir ao programa. Participaram da solenidade, além do prefeito da cidade, o vice-governador do Rio Grande do Sul, Ranolfo Vieira Júnior.

Depois, o presidente visitou o 3º Regimento de Cavalaria Mecanizado, às 13h, o evento foi fechado para convidados e não teve a participação da imprensa.

Segundo um decreto publicado pela Prefeitura de Bagé, pessoas que não usarem máscara na cidade podem ser punidas com uma multa de R$ 972,30. Conforme o município, para aglomeração em lugares abertos, não há multa, apenas pedido de dispersão.

Retorno da agenda pública após se recuperar da Covid-19

Este é o segundo dia que Bolsonaro participa de eventos públicos depois de se recuperar da Covid-19. Na quinta-feira (30), o presidente esteve no Piauí e na Bahia. Bolsonaro divulgou que testou positivo para o novo coronavírus no dia 7 de julho. No último sábado (25), ele anunciou que não estava mais com a doença, após se submeter a um novo teste.

No aeroporto de São Raimundo Nonato, no Piauí, o presidente montou em um cavalo, em meio a uma aglomeração de apoiadores, e tirou a máscara que usava no rosto, após descer do avião presidencial, ainda na área externa do terminal.

Ele tocou nas mãos das pessoas presentes, e ainda pegou em um microfone para falar com a multidão. O uso de máscaras é obrigatório no estado do Piauí, por decreto estadual.

Por G1 RS e RBS TV e Jornal Correio do Povo

Comentários

Publicidade