terça-feira, 21 de agosto de 2018

Lula tem 62% em Pernambuco; Bolsonaro tem 11%


O resultado da pesquisa estimulada do Ibope mostra por que vários candidatos majoritários do Estado tentam colar seu nome à figura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O ex-presidente está preso por corrupção em Curitiba, condenado em segunda instância, e vive a iminência de ter a candidatura à Presidência enquadrada pela Justiça Eleitoral na Lei da Ficha Limpa. Ainda, assim, aparece com 62% das intenções de voto em Pernambuco.

Se o revés não abala a sua imagem em terras pernambucanas, a popularidade, por outro lado, ainda não parece induzir os lulistas a votarem em um eventual substituto. Em cenário sem Lula e com o atual candidato a vice na chapa, Fernando Haddad, compondo a lista, os petistas alcançam 4%.

Com Lula, o segundo lugar, Jair Bolsonaro (PSL), aparece bem atrás, com 11%. Marina Silva (Rede), que no último pleito, em 2014, substituiu o ex-governador Eduardo Campos – morto em um trágico acidente aéreo – aparece agora com 4% da preferência do eleitorado. Ela foi a candidata mais votada em Pernambuco no primeiro turno. Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB) têm 3% dos votos.

A preferência do pernambucano pelo nome de Lula não está presente em uma única parcela do eleitorado. O ex-presidente é majoritário desde os menos aos mais instruídos. O grupo pesquisado que tem maior número de eleitores lulistas é a parcela que estudou até a 4ª série do ensino fundamental, com 71% das pessoas indicando voto nele. Em termos de renda familiar, o maior percentual de votos no petista vem de pessoas que recebem até um salário mínimo, com 69% da preferência desse eleitor. Até dois salários mínimos, Lula tem 64% da preferência. Para quem ganha acima de dois salários, o percentual de preferência é de 48%.

Por: JC Online


0 comentários:

Postar um comentário