segunda-feira, 30 de julho de 2018

Cuca é o novo técnico do Santos


Cuca é o novo técnico do Santos. O anúncio foi feito pela diretoria nesta segunda-feira, exatamente uma semana após a demissão de Jair Ventura. Cuca estava sem clube desde outubro do ano passado, quando foi demitido do Palmeiras. Será a segunda passagem de Cuca pelo Santos como treinador. Ele jogou no clube no início dos anos 90 (era meio-campista).

O Santos ainda não revelou tempo de contrato e nem a previsão de estreia de Cuca, assim como os novos nomes da comissão técnica. O GloboEsporte.com apurou que o contrato valerá até o fim de 2019.

O anúncio da contratação de Cuca foi feito pelo Santos no Twitter às 14h02, 21 minutos após o GloboEsporte.com publicar esta matéria bancando o acerto. No post, o Peixe reproduz uma frase dita por Cuca, que usou a camisa 10 do time em sua passagem como jogador:

– Quando você entrava no vestiário da Vila Belmiro, tinha um armário lacrado, do Pelé. Vestir a camisa 10 é um baque. Toda sua infância passa dentro de você. Eu falo que muitas coisas têm seu preço e algumas o seu valor. Essa tem um valor inestimável.

O time está num momento decisivo da temporada: pega o Cruzeiro pelas quartas de final da Copa do Brasil na quarta-feira, luta para se afastar da zona do rebaixamento no Campeonato Brasileiro e tem, em agosto, os dois duelos contra o Independiente, da Argentina, pelas oitavas de final da Libertadores.

A contratação de Cuca surpreendeu a todos. Desde a semana passada, o executivo de futebol tinha um acordo verbal com Zé Ricardo, mas a pressão interna contra o ex-técnico de Flamengo e Vasco pesou contra sua contratação. O vice Orlando Rollo e o presidente do Conselho Deliberativo, Marcelo Teixeira, preferiam Vanderlei Luxemburgo. Dorival Júnior era outro bem cotado. O colombiano Juan Carlos Osoriofoi cogitado, mas descartado por ser muito caro e por estar estudando outras propostas no mercado internacional.

Passagem ruim pelo Santos

Ex-jogador do Santos no início dos anos 90, Cuca treinou o time em 2008, em substituição a Emerson Leão. E não foi bem. Depois de ganhar destaque como comandante do Botafogo, ele só treinou o Peixe em 14 partidas, com três vitórias, quatro empates e sete derrotas. Com Cuca, o time esteve o tempo todo na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro – acabou se safando da degola na penúltima rodada.

A despedida do treinador ocorreu após derrota de 3 a 2 para o Atlético-MG na Vila Belmiro. Logo depois do jogo, Cuca fez um pronunciamento e anunciou seu desligamento:

– Conversei com a diretoria e entendemos que é o momento de sair do Santos. Não é da maneira como a gente queria. Queria tocar o campeonato até o final, começar a trabalhar um grupo zerado, como gostamos de fazer. Infelizmente não foi possível. Falta pouco mais de um turno, tempo hábil para se fazer uma remodelagem. Deixo as portas abertas para um outro profissional pode tocar esse trabalho.

Cuca foi substituído por Márcio Fernandes, que conseguiu evitar o rebaixamento – o Santos terminou aquele campeonato em 15º.

Por Marcelo Hazan, Santos, SP


0 comentários:

Postar um comentário