sexta-feira, 29 de junho de 2018

Ministério público pede informações sobre concurso da UPE e certame é suspenso

Os candidatos que iniciaram as inscrições pelo edital que será revogado deverão reiniciá-las

Um concurso para preenchimento de nove cargos de advogados para a Universidade de Pernambuco (UPE) teve o edital suspenso. A procuradora geral do Ministério Público de Contas, Germana Laureno, enviou ofícios à reitoria da UPE e à Secretaria de Administração do estado pedindo informações e documentos sobre o concurso público, que estava previsto para acontecer no próximo dia 19 de agosto.

A denúncia teria sido feita pelos próprios advogados da Universidade. Entre outras irregularidades citadas pelos denunciantes, estão a ausência de representantes da Ordem dos Advogados (OAB) do Brasil na comissão do concurso e a não precisão de prova discursiva no certame.


Em resposta à solicitação, as entidades públicas defenderam que não existe obrigação legal de os concursos contemplarem provas discursivas.

No entanto, de acordo com informações disponibilizadas no site da comissão do concurso, o Instituto de Apoio a Universidade de Pernambuco - IAUPE, as inscrições foram momentaneamente suspensas. "Um novo edital encontra-se em elaboração para que se possa iniciar o processo de inscrição".

O MPCO informou que aguarda o novo edital para verificar se as falhas denunciadas foram corrigidas. Os candidatos que iniciaram as inscrições pelo edital que será revogado deverão reiniciá-las.

Diário de Pernambuco


0 comentários:

Postar um comentário