quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Programa Mãe Coruja recebe prêmio em defesa dos direitos da criança


Com a intenção de homenagear pessoas físicas e jurídicas que realizam ações em prol dos direitos das crianças e adolescentes no Estado de Pernambuco, o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA/PE), realizou na última terça-feira (13), solenidade de entrega do 8º prêmio Márcia Dangremon, no auditório do Banco Central, localizado na Rua da Aurora, em Santo Amaro.

Indicado para premiação na categoria Pessoa Jurídica de Direito Público, o Programa Mãe Coruja foi homenageado. O programa estadual, presente em 105 municípios de Pernambuco, tem como foco combater a mortalidade materna e infantil, atuando nos eixos de Saúde, Educação, Desenvolvimento Social e Assistência. "O Mãe Coruja nasceu de um desejo de trabalhar com uma sociedade que caminhasse para diminuir a desigualdade, que olhasse para o estado de Pernambuco e desse a mesma chance de sobrevivência para a criança nascida no Recife, na Zona da Mata, no Agreste e no Sertão. A gente precisava de um Programa que desse conta de resgatar os vínculos afetivos entre mãe e filho, colocando afeto nas políticas públicas, pois atrás dos números, tem pessoas", explicou a coordenadora do Conselho Consultivo do Programa Mãe Coruja Pernambucana, Ana Elizabeth de Andrade Lima.



O prêmio homenageia a socióloga Márcia Hooper da Silva Dangremon, que ficou conhecida no Estado de Pernambuco por atuar em defesa das mulheres, crianças e adolescentes, contra a exploração sexual e a violência doméstica. Dangremon foi uma das idealizadoras da Rede de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e uma das fundadoras do Coletivo Mulher Vida.

O prêmio é um reconhecimento público do CEDCA/PE dado a pessoas, físicas e jurídicas, que se destacaram na promoção, proteção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes no Estado de Pernambuco e está dividido em seis categorias: pessoa física, pessoa jurídica de direito privado, jovem oriundo de programas sociais ou que passou por medidas protetivas ou socioeducativas, profissional de comunicação, pessoa jurídica de direito público e pessoa física in memoriam. A solenidade integra as comemorações do Dia Internacional dos Direitos Humanos, celebrado em 10 de dezembro.

SEI-PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário