Publicidade

Petrolândia: 12º Festival da Jovem Guarda revive anos 60 na AABB


Ritmos dos anos 60, 70 e 80 embalaram o público (Fotos: Assis Ramalho e Lúcia Xavier)
1º colocado no Show de Calouros, Zé Epifânio recebeu prêmio do empresário Armando Rodrigues, do Grupo Sanfrancisco

Empresário José Sandes entregou prêmio do 2º lugar a Renata Héli

Assis Ramalho entregou ao botafoguense Louxa o prêmio do 3º lugar

No último sábado (12), a AABB Petrolândia sediou a memorável 12ª edição do Festival da Jovem Guarda, com seu tradicional Show de Calouros. As bandas Avohay e Ninho de Cobra foram as atrações da noite.

O evento foi aberto com a música Festa de Arromba, o Show de Calouros, com apresentações dos candidatos, com sequência determinada por sorteio. Os calouros apresentaram as seguintes músicas:

1. Pedro de Zé de Aninha: Aceito seu coração (Roberto Carlos)
2. Louxa: Como num sonho (Renato e Seus Blue Caps)
3. Miguelzinho: Preciso lhe encontrar (Roberto Carlos)
4. Renata Héli: Estúpido cupido (Celi Campelo)
5. Gilmar Barbosa: Querida (Jerry Adriani)
6. Zé Epifânio: Ninguém vai tirar você de mim (Roberto Carlos)
7. Paulo Campos: Oh, Carol! (Carlos Gonzaga)
8. Heberty Henrique: Coração de papel (Sérgio Reis)
9. Maria Aparecida: Devolva-me (Leno e Lilian)
10. Abdon Rodrigues: Eu e você (The Fevers)

A mesa julgadora foi composta pela cantora e compositora, além de advogada, Dra. Marcélia, a escritora Paula Rubens, o maestro Deison Bezerra e dois músicos da Ninho de Cobra. Todos os calouros receberam certificados de participação.

Encerradas as apresentações, em intervalo para o julgamento, a banda Avohay iniciou a festa dançante, com embalos dos anos 60 e 70.

Concluído o trabalho do júri, foram anunciados e premiados os ganhadores do 12º Festival da Jovem Guarda. Terceiro colocado, Louxa recebeu o prêmio das mãos de Assis Ramalho. Renata Héli ficou em segundo lugar, com premiação entregue pelo empresário José Sandes. Zé Epifânio conquistou o primeiro lugar e recebeu seu prêmio do empresário Armando Rodrigues, do Grupo Sanfrancisco. Zé Epifânio cantou Era um garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones, sucesso de Os Incríveis, em performance contagiante.

Na sequência, a Avohay deu continuidade ao baile, sucedida no palco pela banda Ninho de Cobra (Contato: 75 99146-1062/Edemir), ambos os grupos competentíssimos em suas apresentações.

O Festival da Jovem Guarda, evento sem finalidade de lucro, é realizado desde 1995 pela Três Mais Um Produções, com empenho e dedicação de Vicente José e Sílvia Barbosa.

O Blog de Assis Ramalho e a Web Rádio Petrolândia felicitam todos os envolvidos na organização de mais um impecável Festival da Jovem Guarda, em especial a Vicente e sua família, e a Sílvia Barbosa. Parabéns aos três primeiros colocados pela vitória e a todos os calouros que abrilhantaram o Festival da Jovem Guarda com suas vozes. Parabéns aos abalizados jurados pela difícil tarefa de eleger os melhores da noite. Parabéns à Avohay e à Ninho de Cobra que animaram o público. Finalmente, parabéns ao público que compareceu à AABB-Petrolândia e desfrutou de uma das melhores festas deste ano.


Homenagem póstuma - Josinaldo de França Vasconcelos (Nazinho) recebeu homenagem póstuma nesta 12ª edição do Festival. Falecido em 2010, vítima de infarte fulminante, após o Show de Calouros do Festival. A festa daquele ano, realizada no mesmo local, foi interrompida com a confirmação do óbito. Este ano, Pedro de Aninha, primeiro calouro no palco, dedicou sua canção ao homenageado.

A família de Nazinho enviou nota em agradecimento pela lembrança.

Querido Vicente e todos que fazem essa festa...

Primeiramente gostaria de agradecer pela nobre iniciativa de homenagear meu irmão Josinaldo de França Vasconcelos, conhecido também como Nazinho, Belezal, seu Grande e Nonô, tinha outros apelidos carinhosos...

Há seis anos, aqui na AABB, numa festa como essa, o coração do meu irmãozão parou de bater, simplesmente parou... tinha que ser embalado com as músicas que "ELE" mais gostava, radiado de alegria, envolto de quase todas as pessoas que ele mais amava, que privilégio, meu Deus! Ora, mas para nós, simples mortais que o amávamos tanto, que nada entendemos da espiritualidade, sofremos muito com a separação. Mesmo sabendo que "quem amamos nunca morre, apenas parte antes de nós". 

Hoje, depois de seis anos, ainda aprendendo a conviver com essa saudade... Desculpe não estar aí com vocês, mas enaltecemos mais uma vez essa homenagem e, em nome da nossa família, agradecemos honrosamente. 

Josineide França e família.
Boa festa para todos! Tristeza jamais! 

Ver todas as fotos>12º Festival da Jovem Guarda na AABB

Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos: Assis Ramalho e Lúcia Xavier

Comentários

Publicidade