Publicidade

Após Luxa, Mano Menezes é outro brasileiro a deixar o futebol chinês

Mano Menezes deixa o Shandong Luneng seis meses após chegada à China (Foto: Reprodução/Sina.com)

Mano Menezes não é mais o treinador do Shandong Luneng. ApósVanderlei Luxemburgo deixar o comando do Tianjin Quanjian, o técnico brasileiro acertou a saída do time chinês nesta terça-feira. Segundo uma nota oficial divulgada no site do ex-treinador de Cruzeiro e Corinthians, a decisão foi tomada em comum acordo entre as duas partes.

- Após reunião nesta terça-feira com a presidência do clube, decidimos em consenso interromper as nossas atividades no Shandong Luneng. Depois de seis meses de trabalho, o que marcar é a inédita classificação do clube entre os oito melhores da Champions Asiática 2016, que terá suas quartas de final disputadas no segundo semestre - informou a nota divulgada pelo treinador.

Se conseguiu levar o time às quartas de final da Liga dos Campeões da Ásia, o treinador não vivia bom momento no Campeonato Chinês. Vindo de cinco tropeços seguidos, o último deles uma derrota em casa para o Beijing Guoan, o Shandong Luneng caiu para as últimas colocações, apenas um ponto à frente do lanterna Liaoning Whowin.

- Agradecemos aos jogadores, ao clube pela oportunidade, à torcida pelo apoio e à imprensa pela cobertura correta e equilibrada da nossa passagem pelo futebol chinês. Sobretudo, desejamos sucesso ao Shandong Luneng na sequência do trabalho - completou a nota.

O clube divulgou uma nota na mesma linha para dizer que a decisão foi tomada de forma amigável entre ambas as partes. Além disso, revelou que o pedido de deixar o clube foi feito pelo próprio treinador por razões pessoais, e o comando técnico da equipe ficará a cargo dos auxiliares chineses que trabalhavam com Mano.

Cannavaro no lugar de Luxa

A saída de Mano do Shandong Luneng acontece dias depois de Luxemburgo ser afastado do comando do Tianjin Quanjian. Após nova derrota do Tianjin Quanjian na sexta-feira - a quarta na segunda divisão da China -, o clube o tirou do cargo e agora negocia o pagamento da multa de R$ 26,9 milhões. Segundo o jornalista Gianluca Di Marzio noticiou nesta terça, o italiano Fabio Cannavaro será o substituto do brasileiro.

Por GloboEsporte.com
Shandong, China

Comentários

Publicidade