terça-feira, 29 de setembro de 2015

Ronaldinho Gaúcho não é mais jogador do Fluminense


Ronaldinho Gaúcho não é mais jogador do Fluminense. O camisa 10 reconheceu que não estava rendendo, e as partes chegaram a comum acordo. O clube não terá custos com a rescisão. Nesta segunda-feira, o meia já não tinha treinado com o grupo. Ele pediu dispensa para resolver problemas pessoais.

Ronaldinho passava por um momento conturbado no Fluminense. Sem o apoio da torcida, amargou três partidas consecutivas no banco de reservas - contra o Palmeiras nem chegou a entrar. Diante da Ponte Preta, atuou 30 minutos, já na etapa final. Na última quarta-feira, contra o Grêmio, pela Copa do Brasil, jogou somente 20 minutos, também no segundo tempo.

No sábado, no entanto, ganhou sua primeira chance como titular com Eduardo Baptista no comando do time. Jogou os 45 minutos iniciais e deu lugar a Marcos Junior no intervalo. Durante a partida, chegou a ser vaiado ao concluir uma jogada errada. Fred saiu em sua defesa. O atacante levantou os braços e aplaudiu a tentativa do companheiro.

Em contato com o repórter André Gallindo, da TV Globo, Baptista mostrou-se surpreso com a notícia da saída do jogador:

- Estou sabendo por você. De nós da comissão técnica não temos nenhuma informação. Isso é uma surpresa. Tenho trabalhado, conversado e posto o Ronaldo pra jogar - disse o técnico.


No período em que permaneceu nas Laranjeiras, Ronaldinho foi poupado em seis partidas, sempre com a justificativa de que estava aprimorando a parte física. No total, disputou nove jogos com a camisa do Flu: oito no Brasileirão e um na Copa do Brasil.

O meia chegou às Laranjeiras em julho deste ano. A negociação durou cerca de dois meses, e o vice de futebol Mário Bittencourt ficou à frente das conversas. Na época, o Vasco também negociava com o atleta, e o presidente Eurico Miranda chegou a dizer que o jogador estava 90% fechado com o Gigante da Colina. No dia 11 de julho, porém,Ronaldinho acertou com o Tricolor. O meia recebia um salário fixo de cerca de R$ 400 mil mensais, mais adicionais por diversas cláusulas.


Sem jogar há dois meses - o clube anterior havia sido o Querétaro, do México -, ele foi apresentado à torcida oito dias depois, exatamente no dia do clássico com o Cruz-Maltino no Maracanã (veja o vídeo abaixo). O primeiro treino, no entanto, só foi acontecer no dia 27 do mesmo mês. Na 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, diante do Grêmio, ele finalmente fez sua estreia. Na ocasião, o Tricolor venceu por 1 a 0.

Em sua página no Facebook, o jogador fez questão de mostrar agradecimento a todos os funcionários do clube e também aos torcedores que o acompanharam nesses pouco mais de dois meses.

- Caros Srs, Presidente, diretores e toda nação Fluminense, muito me orgulhou vestir esta camisa, muito mesmo. Estamos hoje anunciando o fim do vínculo empregatício mas não o fim de uma relação importante, que foi construída com verdade, com respeito e honestidade.
Quero muito agradecer ao presidente Peter, ao Mario Bitencourt, Fernando e toda comissão técnica, jogadores e funcionários pelo carinho e a dedicação à mim e a minha família.
Quero dizer que não estarei em campo mas estarei na torcida pelo sucesso deste grande clube!!!
Obrigado por tudo Mario, ter a confiança e conquistar a amizade de vocês já é um grande prêmio! Tenho certeza que o futebol brasileiro estará melhor com mais pessoas como você, grande amigo e profissional que só tenho a agradecer!!! Obrigado a toda galera Fluminense!!!
É com muito respeito e agradecimento que me despeço deste grande clube!!! - escreveu.

Por Globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário