Publicidade

Frases do dia 17/03/2015: Coletânea IHU Online


Incoerência

“Uma coisa que tá todo mundo falando e eu falo desde junho de 2013: não pode protestar contra a corrupção com a camiseta da CBF! Incoerência! Tira a legitimidade de qualquer manifestação!” – José Simão, humorista – Folha de S. Paulo, 17-03-2015.

Mar verde e amarelo

“De um gaiato: “Depois da derrota de 7 a 1 para a Alemanha, só Dilma para ressuscitar a camisa da seleção” –Ancelmo Gois, jornalista – O Globo, 16-03-2015.

Mais humildes...

“Tem até mulher de banqueiro aqui! Ela poderia estar em casa, descansando. Mas pensa nos mais humildes. Nós temos que pensar neles. A minha empregada me disse que é atendida por enfermeiros nos postos de saúde. Eles não têm escola, saúde, nada” – Lígia Carvalho, referindo-se a Ana Eliza Setubal, mulher de Paulo Setubal, da família que controla o Itaú Unibanco, no estacionamento da rua Augusta em que vários amigos combinaram de se encontrar para ir à passeata de domingo na avenida Paulista – Folha de S. Paulo, 17-03-2015.

Bandeira

"A nossa bandeira jamais será vermelha!" – Lígia Carvalho, educadora, cantando ao lado da empresária Rosângela Lyra, enquanto subia a rua – Folha de S. Paulo, 17-03-2015.

Livre...

"A Déia, que trabalha lá em casa, disse que queria vir. Eu não forcei ela a nada" – Tatiana Oliva, empresária, apontando para a Andrea Carneiro – Folha de S. Paulo, 17-03-2015.

... sem forçar

"A gasolina tá muito cara, o ônibus, o supermercado também. Tá muito ruim" – Andrea Carneiro, ao lado da patroa, presente na manifestação da Paulista no domingo – Folha de S. Paulo, 17-03-2015.

Homenageado

"Sou elite sim!", dizia José Victor Oliva. "E acho que eu deveria ser homenageado pelo governo, porque invisto, dou empregos, pago impostos, faço tudo certo." Mostrando a avenida, concluía: "Acho que eu não sou o único que penso assim" – Mônica Bergamo, jornalista – Folha de S. Paulo, 17-03-2015.

Ranking

“O Planalto avalia que o tom conciliador usado no domingo por José Eduardo Cardozo (Justiça) foi mais adequado que o adotado por Miguel Rossetto (Secretaria-Geral), beligerante” – Vera Magalhães, jornalista – Folha de S. Paulo, 17-03-2015.

A palavra é...

“Na mesma linha, Dilma Rousseff, Eduardo Braga (Minas e Energia) e o próprio Cardozo repetiram à exaustão que o governo viu com "humildade" os atos” – Vera Magalhães, jornalista – Folha de S. Paulo, 17-03-2015.

Pelo menos
“Integrantes do governo avaliaram como positiva a baixa mobilização contra Dilma no Nordeste” – Vera Magalhães, jornalista – Folha de S. Paulo, 17-03-2015.

Não custa

“Ainda assim, a presidente vai começar pelos Estados da região a série de encontros com governadores que fará, ainda no esforço de romper o isolamento político” – Vera Magalhães, jornalista – Folha de S. Paulo, 17-03-2015.

Mudança

“As ruas mostraram que querem mudança. Ou fazemos ou as ruas nos engolem. Ninguém pode chegar aqui com o mesmo sentimento da semana passada. Quem fizer isso, quebrará a cara” – José Guimarães, líder do governo na Câmara – PT-CE – O Globo, 17-03-2015.

Elite de todas as cores

“Tinha elite branca de todas as cores e ricos de todas as classes sociais protestando contra o governo” – Hélio La Peña, ex-casseta – O Globo, 16-03-2015.

Senado em chamas

“Foi um acordo nos bastidores entre governo e STF que levou o ministro Dias Toffoli à Segunda Turma do Supremo, a que vai julgar os políticos investigados pela Lava-Jato. O objetivo é diminuir a pressão para que a Dilma nomeie logo o ministro para a vaga de Joaquim Barbosa que, pelas regras, iria exatamente para esta turma” – Ancelmo Gois, jornalista – O Globo, 16-03-2015.

Segue...

“O acordo parte do pressuposto de que não é um bom momento para o Senado apreciar nomes para o STF. A Casa do Renan, recheada de acusados de participar do Petrolão, anda, como se sabe, muito arisca” – Ancelmo Gois, jornalista – O Globo, 16-03-2015.

Beijo gay

"A observação é de um atento autor de novelas da TV Globo: o público não rejeita o afeto homossexual na telinha. Bateu recorde o capítulo de terça de “Império”, quando os personagens de José Mayer e Kleber Toledo deram um selinho. Com 42.2 pontos em São Paulo, foi a maior audiência da Globo em 2015" – Ancelmo Gois, jornalista – O Globo, 16-03-2015.

Tem mais...

"No início, quando estava em 20 pontos, “Império” deu um salto justo no capítulo em que o personagem de José Mayer saiu do armário: 32 pontos. Ou seja: nesta visão, os conservadores reclamam, mas o público adora" – Ancelmo Gois, jornalista – O Globo, 16-03-2015.

Fonte: IHU Online

Comentários

Publicidade