Publicidade

Feitosa discursa contra projeto de lei que volta com a venda de cervejas nos estádios de Pernambuco

Números comprovam que após a aprovação da lei que proíbe comercialização de bebidas alcoólicas, violência caiu dentro dos estádios 

Durante sessão plenária realizada na Casa Joaquim Nabuco nesta quarta-feira (10), o deputado Alberto Feitosa subiu à tribuna para abrir discussão sobre o Projeto de Lei do deputado Antônio Moraes que prevê a volta de bebidas alcoólicas para os estádios de futebol. Feitosa é autor da Lei 13.785, de abril de 2009, que proíbe o consumo e comercialização de qualquer bebida etílica dentro dos campos e em ginásios esportivos durante a realização de eventos profissionais.

O projeto de lei que autoriza a consumação da cerveja durante os jogos de futebol foi aprovado na manhã desta terça-feira (09) pela Comissão de Constituição, Legislação e Justiça e passará ainda pela Comissão de Cidadania e Direitos Humanos para depois seguir para votação em plenário. O PL também recebe o apoio da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), além dos clubes pernambucanos, segundo o autor do projeto. Ao discursar na tarde de hoje, Alberto Feitosa defendeu que haja uma discussão mais ampla entre os deputados da Assembleia Legislativa. Segundo o deputado, antes de criar a lei que hoje está em vigor um estudo profundo foi realizado sobre o assunto, onde foram ouvidos integrantes da Polícia Militar, Polícia Civil, do Ministério Público de Pernambuco e a própria sociedade civil que clamava para que uma posição contra a violência dentro dos campos de futebol fosse tomada.

Após o projeto de lei ser aprovado e assinado pelo então Governador Eduardo Campos, foi constatado, segundo dados do Batalhão de Choque da Polícia Militar de Pernambuco, que o número de ocorrências nos estádios de futebol diminuiu consideravelmente. “Recebi o atual Comandante do Batalhão de Choque da Polícia Militar, Walter Benjamin, que me entregou um documento comprovando que os números de ocorrência caíram após a Lei 13.785, que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas nos campos, entrar em vigor no ano de 2009. No ano de 2008, foi constatado que 368 ocorrências foram registradas. Em 2009, o número caiu para 98. Já em 2010, apenas 52 prisões foram feitas durante jogos de campeonatos. Devemos considerar a diminuição e que a lei trouxe tranquilidade para que além dos amantes do futebol, mulheres e crianças também pudessem frequentar estádios com mais segurança”, afirmou.

Deputados como o Pastor Cleiton Collins, Betinho Gomes, Tony Gel e Odacy Amorim parabenizaram o deputado por levar o tema para discussão e concordaram com o posicionamento de Alberto Feitosa.

Assessora de Imprensa do Deputado Estadual Alberto Feitosa

Comentários

Publicidade