quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Frases do dia 29/10/2014: Coletânea IHU Online


Pé no chão

“É um papa com o pé na realidade. Não há como evitar a evolução científica. A Bíblia é uma parábola, uma forma de expressar a condição humana, não um livro científico. Foi uma atitude corajosa. Não adianta rasgar a realidade. Se esse papa tivesse vivido em 1500, Galileu teria sido absolvido bem mais cedo” – Fernando Lucchese, cardiologista –Zero Hora, 29-10-2014.

Homem do século

“Estou cada vez mais encantado com esse Papa. Para mim, já é o homem do século” – Fernando Lucchese, cardiologista – Zero Hora, 29-10-2014.

Qualquer coisa e nada

“Pode ser que Luiz Carlos Trabuco, presidente do Bradesco, tenha sido convidado por Dilma Rousseff para ser ministro da Fazenda. Pode até ter aceito ou recusado, e apenas a presidente e o executivo saibam disso. Nas cercanias de Dilma e Lula as histórias sobre a formação do governo são quase todas tão díspares que é possível acreditar em qualquer coisa e nada” – Vinicius Torres Freire, jornalista – Folha de S. Paulo, 29-10-2014.

Setor financeiro

“O que mais se ouve parece óbvio e genérico: o ministro da Fazenda virá do setor privado, não é dos empresários próximos do governo, provavelmente será do setor financeiro” – Vinicius Torres Freire, jornalista – Folha de S. Paulo, 29-10-2014.

Pobre X Ricos?

“O mapa da vitória de Dilma Rousseff sobre Aécio Neves em Minas Gerais embaralha a tese de que regiões mais ricas votam no PSDB e mais pobres, no PT. Enquanto o tucano ganhou em Belo Horizonte e no Sul de Minas, a petista venceu no próspero Triângulo Mineiro e em cidades médias importantes, como Juiz de Fora, assim como na região mais carente do Estado, o Vale do Jequitinhonha” – Mônica Bergamo, jornalista – Folha de S. Paulo, 29-10-2014.

Jogo duro

“Giovane Gavio, bicampeão olímpico de vôlei e candidato derrotado a deputado federal pelo PSDB de Minas, acompanhou a apuração da eleição presidencial no hotel reservado em Belo Horizonte para comemorar a eventual vitória de Aécio. "Foi uma reviravolta nos últimos pontos do tie-break", compara o ex-jogador, referindo-se ao clima de "já ganhou" até a apuração de 89% dos votos, quando o tucano estava na dianteira” – Mônica Bergamo, jornalista –Folha de S. Paulo, 29-10-2014.

Viva a urna eletrônica!

“Imagina esta eleição apertada sendo apurada na era da cédula de papel? Impugnações, conflitos de apuração, dias para contar o voto, violência, batalhão de fiscais de cada partido...” – Jairo Nicolau, cientista político – O Globo, 28-10-2014.

PT saudações

“Dirigentes do PT estão preocupados com o risco de o partido perder espaço no segundo mandato de Dilma Rousseff. Os petistas temem que a presidente pense que venceu as eleições "apesar do PT", devido ao forte desgaste da sigla. O distanciamento do ex-presidente Lula e sua influência reduzida na campanha seriam um prenúncio da nova relação de Dilma com o petismo. Além disso, ela terá que acomodar novos aliados na Esplanada dos Ministérios, como PSD e Pros” – Bernardo Mello Franco, jornalista – Folha de S. Paulo, 29-10-2014.

Aviso prévio

“No fim da campanha, Dilma se cercou de aliados de sua confiança, como o ministro Miguel Rossetto (Desenvolvimento Agrário), e reduziu o espaço de manda-chuvas do PT. O presidente Rui Falcão, por exemplo, não foi chamado para a preparação dos debates” – Bernardo Mello Franco, jornalista – Folha de S. Paulo, 29-10-2014.

Da carochinha

“É falsa a versão de que só técnicos do Tribunal Superior Eleitoral tiveram acesso à apuração dos votos para presidente antes das 20h de domingo. Ao menos um ministro antecipou números sigilosos a políticos” – Bernardo Mello Franco, jornalista – Folha de S. Paulo, 29-10-2014.

A bênção

“Dilma ligou para o senador José Sarney (PMDB-AP) e agradeceu o apoio do clã no Maranhão” – Bernardo Mello Franco, jornalista – Folha de S. Paulo, 29-10-2014.

Gilberto na área social

“Depois de 12 anos na secretaria-geral da Presidência, o ministro Gilberto Carvalho vai deixar a assessoria direta da presidente Dilma. Muito próximo ao ex-presidente Lula, deve ser transferido para um cargo de segundo escalão da área social. “Já dei o que tinha que dar. Já conversei com a presidente”, conta Gilberto” – Ilimar Franco, jornalista – O Globo, 28-10-2014.

Fonte: IHU Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário