quarta-feira, 2 de abril de 2014

Fim da linha: Alex anuncia que vai dar adeus ao futebol




Alex tem data marcada para encerrar a carreira. O camisa 10 do Coritiba revelou na manhã desta quarta-feira (02) que decidiu se aposentar no fim do ano, mais precisamente no dia 8 de dezembro, data da última rodada do Campeonato Brasileiro. Assim, a partida contra o Bahia, no Couto Pereira, marcará a despedida dos gramados do ídolo do Coxa.
O momento complicado vivido pelo Coritiba – salários atrasados, atrito entre jogadores e o presidente Vilson Ribeiro de Andrade, saída de atletas de qualidade, problemas de lesão e eliminação precoce do time do Campeonato Paranaense – influenciou o meia a repensar a data de pendurar as chuteiras.

– O momento complicado do Coritiba com certeza contribuiu para a minha vontade de parar antes do planejado. É o clube mais difícil onde trabalhei, porque existe um misto de atleta profissional e torcedor. Se fosse qualquer outro clube, diante destas dificuldades, eu já teria saído.

Alex declarou, no entanto, que a decisão de se aposentar não tem nada a ver com a sua condição física, mas sim psicológica.

– A cabeça cansou antes do corpo. Eu sei que poderia jogar tranquilamente mais três anos. Mas com o envolvimento que tenho com o clube, como capitão e como torcedor, sinto que é hora de parar.

Nesta quarta-feira Alex completou 19 anos como atleta profissional, numa carreira que começou a ser construída no Coritiba em 1995 – tendo passagens por Palmeiras, Flamengo, Cruzeiro, Fernerbahçe e seleção brasileira – e irá terminar no mesmo time que o lançou.

– Tudo na vida tem um momento, e esse é o meu prazo de validade. Hoje faço 19 anos de carreira. Infelizmente não vou completar 20, mas estou feliz e realizado.

O retorno de Alex ao Coritiba


Alex foi apresentado no Coritiba no dia 18 de outubro de 2012, uma quinta-feira. Ele chegou de helicóptero ao Couto Pereira e fez a festa de mais de 10 mil torcedores (registrados pelas catracas) em horário de expediente. Faixas e homenagens emocionaram o jogador, que voltou a jogar pelo Coxa em 2013.

– Sempre estive certo de que o Coritiba seria a minha escolha. Por consideração, conversei com pessoas ligadas a Cruzeiro e Palmeiras, para não deixá-las sem resposta. Mas aqui é o meu lugar. Não foi uma conversa que começou agora. É uma conversa que tenho desde 2011, um papo que vem há dois anos. Agora, tudo isso culmina com o meu retorno – disse Alex à época.

O jogador já havia pensado em parar de jogar futebol logo após o jogo contra o Criciúma, no último Brasileirão, e criticou bastante o presidente Vilson de Andrade.

– É importante que olhemos nos olhos do presidente. Ele falou muita besteira, e sabe disso. Não foi direcionado para mim, mas para o grupo que trabalhou. Nos doamos, senão já tínhamos caído há muito tempo. É difícil de engolir o dirigente falar que os jogadores não têm vergonha na cara. Uma coisa é cobrança dentro do vestiário, outra é falar pela imprensa. Eu não consegui engolir.

Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário