Publicidade

Frases do dia 19/12/2013: Coletânea IHU On-Line

Exemplo de impunidade

“Será que o Congresso não vai mandar uma comitiva parlamentar ao funeral de Ronald Biggs? O ‘ladrão do século’ fez escola de impunidade em Brasília!” – Tutty Vasques, humorista – O Estado de S. Paulo, 19-12-2013.

Google

"Gostaria que nenhum professor, de primário, secundário ou terciário, ganhasse presente de Natal, se ele ou ela disser mais uma vez para seus alunos que dar um Google num tema significa "fazer pesquisa" – Contardo Calligaris, psicanalista – Folha de S. Paulo, 19-12-2013.


Lady Gaga

“Gostaria que, a partir deste Natal, os jovens de 13 anos soubessem quem é Thomas Mann, mesmo se, para isso, eles tivessem que ignorar quem é Lady Gaga” – Contardo Calligaris, psicanalista – Folha de S. Paulo, 19-12-2013.

Liberdade

"Gostaria que as pessoas pensassem mais em promover sua liberdade e menos em limitar a liberdade dos outros. Tipo: "Eu sou contra o casamento gay", tudo bem, não seja gay e, se for, não case. Qual é o problema?" – Contardo Calligaris, psicanalista – Folha de S. Paulo, 19-12-2013.

Adolescentes

"Gostaria que os adultos parassem de tentar ser (ou parecer) adolescentes e, com isso, deixassem aos adolescentes a chance de se tornarem adultos. Por que os adolescentes cresceriam, se eles são objetos de inveja dos adultos?" – Contardo Calligaris, psicanalista – Folha de S. Paulo, 19-12-2013.

Copa

“Viva a democracia! Vamos ganhar a Copa do Mundo!”- Dilma Rousseff, presidente da República, no coquetel para deputados, senadores, ministros do governo e do STF, na noite de segunda-feira, no Palácio da Alvorada – O Globo, 18-12-2013.

Lá vêm os noivos

"O casamento dos atores Letícia Sabatella e Fernando Alves Pinto, segunda, em São Paulo, teve canto de um casal de índios Kraó. O oficiante, Frei Betto, arrancou aplausos ao parafrasear Vinicius: “Para o poeta, o amor é eterno enquanto dura; mas sabemos que ele dura enquanto é terno!” Não é fofo?" - Ancelmo Gois, jornalista - O Globo, 19-12-2013.

A fé jovem na favela

"Quatro em cada dez (exatos 39,3%) jovens de 15 a 24 anos, moradores de favelas cariocas, não têm religião. Diferentemente do que normalmente se diz, pelo menos nesta faixa etária, os católicos (30%) ainda são maioria, embora a distância para os evangélicos (26,6%) seja pequena. O Pavão, com 50%, é uma comunidade de maioria católica. Já no Borel, com 47%, o predomínio é evangélico" - Ancelmo Gois, jornalista - O Globo, 19-12-2013.

Segue...

"A pesquisa foi feita pelo Instituto Pereira Passos, com apoio do Instituto TIM, em dez comunidades pacificadas do Rio. Foram ouvidos seis mil jovens" - Ancelmo Gois, jornalista - O Globo, 19-12-2013.

Fonte: IHU On-Line

Comentários

Publicidade