terça-feira, 10 de abril de 2018

Transposição do São Francisco: prazo será mantido, diz novo ministro ao tomar posse nesta terça-feira (10)


O engenheiro civil e ex-secretário de Infraestrutura Hídrica (SIH) do Ministério da Integração Nacional, Pádua Andrade, tomou posse nesta terça-feira (10) como novo ministro da Pasta. A cerimônia foi realizada pelo presidente da República, Michel Temer, no Palácio do Planalto.

O ministro Pádua Andrade reforçou que a conclusão do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco será uma das suas prioridades. "Vou continuar trabalhando para garantir segurança hídrica, desenvolvimento regional e ampliação das ações do ministério em todo o País. O foco principal é apoiar e melhorar a qualidade da vida dos brasileiros, especialmente dos que mais precisam", afirmou. O ministro também destacou as ações emergenciais realizadas após um desastre natural.

Pádua Andrade assumiu a secretaria de Infraestrutura em 2016, a convite do então ministro Helder Barbalho, com compromisso de finalizar as obras do maior empreendimento hídrico do País. Ele logo disse a que veio com a inauguração do Eixo Leste, que hoje já abastece cerca de um milhão de pessoas em 33 cidades em Pernambuco e na Paraíba. O trecho foi entregue pelo Governo Federal em março do ano passado. Naquela época, a segunda maior cidade paraibana - Campina Grande - estava em risco de falta d¿água, pois o reservatório Epitácio Pessoa (Boqueirão) tinha atingido seu nível mais crítico de armazenamento, chegando a 2% da sua capacidade.


Em seu discurso, o presidente Michel Temer ressaltou que não haverá interrupções no trabalho que está sendo desenvolvido no Ministério da Integração Nacional já que o novo ministro está diretamente envolvido nas ações e obras em andamento. "Pádua Andrade conhece muito bem a Pasta que agora assume. É um engenheiro de formação. Está plenamente capacitado para um órgão chave da nossa infraestrutura", finalizou o presidente.

A gestão do ex-ministro Helder Barbalho foi destacada pelo novo titular da Pasta. "Levo o exemplo da atuação do Helder Barbalho para a jornada que assumo hoje. Agora, o ministério é de fato nacional. Com obras, serviços e políticas públicas distribuídas em todo Brasil", disse.

Trajetória Profissional

Com 28 anos de experiência nas áreas pública e privada, Pádua Andrade trabalhou em diversos empreendimentos pelo Brasil e no exterior. Ao longo da sua trajetória, o ministro participou ativamente de vários ramos da engenharia, desde a gestão de políticas públicas em recursos hídricos, infraestrutura terrestre e aquaviárias, macrodrenagem, saneamento, pavimentação, entre outros. É formado em engenharia civil, pós-graduado em engenharia de produção e segurança do trabalho, com mestrados em teologia e gestão de pessoas.

Por Assessoria de Comunicação
Ministério da Integração Nacional


0 comentários:

Postar um comentário