quinta-feira, 5 de abril de 2018

Policiais de PE são presos por desvio de carga de cigarros contrabandeada

Carga contrabandeada era desviada pelos policiaisFoto: Divulgação/PCPE

Dois policiais civis e um policial militar foram presos em flagrante por apreender irregularmente uma carga de cigarrospróximo ao Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa), no bairro do Curado, na Zona Oeste do Recife. Segundo a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), um dos civis estava afastado das suas funções e o militar em licença médica. A prisão aconteceu no final da tarde dessa quarta-feira (4) e divulgada nesta quinta-feira (5) pela Polícia Civil.

As investigações tiveram início em dezembro do ano passado quando a PCPE começou a investigar a possível participação de policiais civis e militares em desvios de cargas contrabandeadas. "Essas suspeitas foram confirmadas no final da tarde de ontem [quarta], com a prisão desses três policiais feita pela Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas", disse o chefe da Polícia Civil, Joselito Kerhle do Amaral, que detalhou os crimes cometidos pelo grupo. "Eles serão autuados por peculato, contrabando e organização criminosa armada. Essas penas somadas chegam a 18 anos", acrescentou Joselito.


Os policiais se apropriavam da carga contrabandeada, produto de crime que deveria ser encaminhado à delegacia para autuação do responsável pelo transporte. "Acontecia o contrário e eles tomavam posse da carga", detalhou o delegado. "Que isso sirva de exemplo para os demais policiais, pois não vamos aceitar esse tipo de conduta. São policiais que deveriam estar protegendo a população e cumprindo a lei, mas não estavam fazendo", alertou Joselito.

Inquérito e processo

Um inquérito foi instaurado e o trio será encaminhado à audiência de custódia. Processos administrativos também serão aplicados, o que poderá levar os policiais a serem excluídos dos quadros de suas respectivas corporações. "O cigarro seria distribuído em todo o Estado e daremos prosseguimentos às investigações", finalizou o chefe da Polícia Civil.

Por: Portal FolhaPE


0 comentários:

Postar um comentário