sexta-feira, 6 de abril de 2018

Lula vai ficar no sindicato junto com a militância, diz presidente do PT

Presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, afirma que ex-presidente não descumpriu ordem e nem está foragido

A presidente do PT, a senadora Gleisi Hoffmann, afirmou na tarde desta quinta-feira que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Sillva vai ficar no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, no ABC.

A declaração de Gleisi foi dada no momento em que aliados de Lula admitem que sua defesa está negociando com a Polícia Federal ir de jatinho para Curitiba, onde se apresentaria à Polícia Federal.

Previso para discursar às 16h, Lula não havia falado até 18h. Segundo pessoas próximas, o atraso na fala do petista teria a ver com as negociações para se apresentar. Lula estaria evitando provocar a polícia e a Lava-Jato.

Uma das possibilidades colocadas na mesa é que Lula se apresente apenas na segunda ou na terça-feira, de forma discreta.

De acordo com a dirigente petista, na manhã deste sábado está previsto uma missa em homenagem ao aniversário da ex-primeira-dama, Marisa Letícia, que completaria 67 anos.

Ainda de acordo com a presidente do PT, Lula não descumpriu nenhuma ordem judicial ao deixar de se apresentar à Polícia Federal às 17h porque não havia uma obrigação de se apresentar, no seu entedimento, era apenas uma opção.

— Quero deixar claro que não há por parte do presidente Lula nenhum descumprimento do mandado de prisão exarado pelo juiz Sergio Moro. Ele tinha a opção dada pelo juiz de ir até Curitiba, não exerceu essa opção — disse a senadora.

Para Gleisi, Lula vai continuar no sindicato:

— Está aqui no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo. Um lugar público. Que muitas pessoas sabem onde ele está, aliás o mundo inteiro sabe. Vocês estão acompanhando. E aqui ele permanecerá junto com a militância.

O Globo



0 comentários:

Postar um comentário