sábado, 17 de março de 2018

Curso formará 50 agentes ambientais para ações na APA Aldeia-Beberibe


Capacitação foi iniciada na última quinta (15), na UFRPE, e tem como principal foco a restauração florestal (Foto: Divulgação)

Cinquenta moradores dos municípios que compõem a Área de Proteção Ambiental (APA) Aldeia-Beberibe iniciaram, nesta quinta-feira (15), o primeiro módulo do Projeto de Formação em Educação Ambiental e Recomposição de Mata Ciliar da APA, fruto de uma compensação ambiental. O curso marca os oito anos da criação da unidade de conservação, comemorados no próximo sábado (17), e os selecionados para o projeto participam de capacitação com foco principal na restauração florestal e sua cadeia produtiva, além da construção de um viveiro de mudas florestais.

As aulas ocorrem no Departamento de Educação da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e a primeira fase será dividida em oito etapas, de 5h cada, totalizando 40hs. Os participantes estão recebendo instruções sobre temas como: restauração florestal, produção de mudas, geotecnologias, cadeia produtiva da restauração, restauração com fins econômicos e monitoramento de áreas restauradas.

A formação está sendo ministrada pelo Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (Cepan) e, numa etapa posterior, o aprendizado será posto em prática – fase de intervenção – com atividades que serão desenvolvidas em áreas da própria APA, que engloba regiões dos municípios de Camaragibe, Recife, Paulista, São Lourenço da Mata, Abreu e Lima, Igarassu e Araçoiaba, na Região Metropolitana, além de Paudalho, na Mata Norte. A construção do viveiro será nesta etapa de intervenção, que terá mais 60hs.

Núcleo de Comunicação Social e Educação Ambiental - NCSEA
Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH


0 comentários:

Postar um comentário