quarta-feira, 21 de março de 2018

Atividades com estudantes e soltura de animais silvestres na Semana da Água em PE


Nesta terça (20), a CPRH promoveu nova etapa do Projeto Chuá, com direito a poesia de um estudante para o Rio Jaboatão. Soltura de pássaros da Mata Atlântica será nesta quarta (21)

Mais duas atividades com crianças e adolescentes – uma no Recife e outra em Moreno – dão continuidade, nesta quarta (21), à programação com estudantes da Semana da Água, uma iniciativa conjunta da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Semas), Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) e Parque Estadual Dois Irmãos (PEDI). Também haverá uma soltura de animais silvestres endêmicos da Mata Atlântica, em região de mata de Moreno, com a participação de alunos.

Serão devolvidos à natureza diversos pássaros que foram resgatados do tráfico e passaram por tratamento no Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da CPRH. Antes da soltura, às 9h30, haverá nova etapa do Projeto Chuá, no Colégio Municipal Baltazar Moreno, com contação da história “Quem vai salvar o rio?” e a atividade Pescaria Pesque e Pense, de Educação Ambiental. No Recife, a programação será no Colégio Estadual Dom Bosco, em Casa Amarela, em dois horários: 10h30 e 16h30.

O Projeto Chuá, com ações de EA envolvendo estudantes, foi viabilizado por meio de um Termo de Compromisso assinado pela CPRH com a Ondunorte (unidade de Moreno). Foi lançado na segunda (19) e teve a segunda etapa nesta terça (20), na Escola Municipal Jornalista Édson Régis. Nova publicação da CPRH dedicada ao público infantil, o livro “Quem vai salvar o rio?” chama a atenção para a responsabilidade que todos devem ter com os cuidados com a água, estimulando assim a conscientização e a responsabilidade ambiental.

A exemplo do dia anterior, a atividade desta terça, na Escola Édson Régis, foi movimentada pela contadora de histórias Mônica Xavier e teve bastante participação dos alunos. Um deles, Salomão Kauã, de 13 anos, escreveu e recitou uma poesia sobre o rio Jaboatão. Depois de alertar, nos versos, sobre problemas como o desperdício e a poluição, ele levantou a plateia e recebeu aplausos com a mensagem final: “Pra terminar/Só quero falar/Água, temos que cuidar/Senão um dia/Ela vai acabar”.

Núcleo de Comunicação Social e Educação Ambiental - NCSEA
Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH


0 comentários:

Postar um comentário