terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Socorro Pimentel cobra Governo do Estado por falta de pagamento no Hospital Regional Fernando Bezerra

Foto: Roberto Soares/Alepe

Na Assembleia Legislativa, durante a Reunião Plenária desta segunda- feira (26), a deputada estadual Socorro Pimentel (PSL) ocupou a Tribuna para cobrar o Governo do Estado pelo “descaso” com a saúde pública em Pernambuco.

Socorro Pimentel falou sobre a situação que vem enfrentando os médicos e profissionais de saúde do Hospital Regional Fernando Bezerra, em Ouricuri, que estão com os salários atrasados desde dezembro do ano passando.

“Além dos médicos e demais funcionários, fornecedores e prestadores de serviços também estão sem pagamento e equipamentos estão parados por falta de manutenção. Faltam medicamentos e insumos básicos de uso hospitalar. O atendimento à população tem sido fortemente afetado, sobretudo no que diz respeito às cirurgias eletivas que estão suspensas desde janeiro e com um fila de espera imensa, tendo paciente marcado para 2019”, disse a parlamentar.

Atualmente, o Hospital Regional Fernando Bezerra é administrado pela Santa Casa de Misericórdia e de acordo com a Organização Social, o atraso no pagamento tem ocorrido porque a Secretaria de Saúde do Estado não tem efetuado o repasse dos recursos destinado à unidade.

“É inadmissível que a nossa população seja penalizada dessa forma. O que vem acontecendo no Fernando Bezerra é o retrato da forma como a saúde tem sido administrada em Pernambuco. Essa é a situação que nos deparamos nos quatro cantos do Estado”, disse.

Cremepe e Simepe - Na última semana, Socorro Pimentel esteve no Conselho Regional de Medicina de Pernambuco - Crempe, com o presidente André Dubeux, e no Sindicato dos Médicos de Pernambuco - Simepe, com a vice-presidente Cláudia Beatriz, quando notificou os órgãos, por meio de ofício, sobre a situação no Hospital Regional Fernando Bezerra. Em tempo, a parlamentar informou que também irá recorrer ao Conselho Regional de Enfermagem - Coren e demais Conselhos da área de saúde, e ao Ministério Público de Pernambuco para que a questão seja regularizada.

Assessoria de Imprensa deputada estadual Socorro Pimentel


0 comentários:

Postar um comentário