sábado, 10 de fevereiro de 2018

Projeto de reflorestamento prevê plantio de 410 árvores na Estação Ecológica de Caetés


Plano acertado pela CPRH com a Chesf será executado em dois anos, com recursos da compensação ambiental (Foto: CPRH/Divulgação)


A Estação Ecológica de Caetés (Esec Caetés), Unidade de Conservação (UC) em área de Mata Atlântica, em Paulista, Região Metropolitana do Estado, ganhará um reforço significativo em sua cobertura vegetal: o plantio de 410 árvores nativas, num prazo de dois anos. É o que estabelece um projeto de reflorestamento florestal acordado entre a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) e a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), com início de implantação em breve.

O projeto será executado pela empresa Cerne Ambiental, de Chapecó (SC), vencedora de licitação específica da Chesf, e os recursos – R$ 185 mil – serão provenientes da compensação ambiental, pela instalação de nova linha de transmissão da companhia (subestação Mirueira 2). Os detalhes foram apresentados aos técnicos da CPRH, Cipoma e a pesquisadores (UPE e UFRPE) pelos engenheiros florestais Brígida Duarte, da Chesf, e Robinson Fumagalli, da Cerne Ambiental,em reunião realizada no auditório da Agência.

Além do plantio de 450 árvores nativas na área denominada Célula da Esec Caetés, com garantia de sobrevivência de pelo menos 410, também são metas estabelecidas no projeto: estudo e preparação do solo para que fique apto a segurar indivíduos florestais; monitoramento e manutenção dos mesmos; reativação do viveiro florestal da UC; produção de mudas de diferentes espécies e estágios.

O tempo de execução do plano de reflorestamento é de dois anos mas poderá ser esticado por mais dois, a depender do monitoramento. Com 157 hectares, a Esec Caetés foi criada nos anos 80, após mobilização contra a instalação de um aterro sanitário no local. Remanescente da Mata Atlântica, a Estação Ecológica tem entre os seus objetivos a preservação dos ecossistemas, a realização de pesquisas científicas sobre inúmeras espécies da fauna e da flora e a Educação Ambiental Conservacionista.

Também com recursos da compensação ambiental, a Esec Caetés tem uma reforma em andamento, planejada pelo Governo de Pernambuco, visando reforço em sua estrutura física (nova cerca e novas instalações elétrica e sanitária) e outras melhorias, como um sistema de captação e reutilização de água de chuva. 


Núcleo de Comunicação Social e Educação Ambiental - NCSEA
Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH


0 comentários:

Postar um comentário