sábado, 3 de fevereiro de 2018

Petrolândia é município do Sertão com maior número de casos de microcefalia por zika vírus, revela encontro de profissionais da saúde

Encontro aconteceu em Arcoverde nesta sexta (Foto: Fundação Terra)

Nessa sexta-feira (02), em Arcoverde, o Centro Especializado em Reabilitação Mens Sana sediou o I Encontro da Rede de Atenção à Saúde da Criança com a Síndrome Congênita do Zika Vírus da III Microrregião de Saúde de Pernambuco, na qual está incluído o município de Petrolândia. O principal objetivo do evento, idealizado e promovido pela instituição, foi proporcionar a troca de informações e experiências sobre a síndrome entre a Rede de Atenção Primária e a Rede de Atenção à Pessoa com Deficiência. Profissionais de 22 cidades pernambucanas participaram da programação, que faz parte da Semana de Ações da Terra, um mutirão de consultas e exames realizado duas vezes ao ano pela Fundação Terra.

Na mesma data, reportagem exibida no ABTV desta sexta revelou que o município de Petrolândia tem o maior número de casos de microcefalia por síndrome congênita do zika vírus na III Microrregião. O vídeo está disponível no catálogo do G1>Petrolândia tem maior número de casos de microcefalia em PE

ATENÇÃO PRIMÁRIA 

Formada por serviços como a Unidade Básica de Saúde e o Núcleo de Atenção à Saúde da Família, a Rede de Atenção Primária é responsável pelos primeiros atendimentos do paciente, acompanhando seu desenvolvimento. A Rede de Atenção à Pessoa com Deficiência oferece o tratamento voltado mais especialmente para os aspectos neuropsicomotores das crianças acometidas pela síndrome. 

Além de toda a equipe interdisciplinar do Centro Especializado em Reabilitação Mens Sana, também participam dessa proposta de integração a coordenadora Estadual do Núcleo de Apoio às Famílias de Crianças com Microcefalia, Laura Patriota, e a coordenadora Estadual de Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência, Arabela Veloso. Profissionais de 21 municípios da 3ª Microrregional de Saúde (Sertão Central, Moxotó e Pajeú) completam a lista de convidados para o evento.

ATENÇÃO INTEGRAL

Por ser uma situação muito recente na medicina, pode-se dizer que a síndrome congênita do zika vírus está sendo mapeada. O que se sabe com segurança, até agora, é que a intervenção precoce, de forma intensiva na primeira infância, garante resultados positivos no desenvolvimento infantil. Entretanto, o acompanhamento do paciente deve se estender por muitos anos.

O Centro Especializado em Reabilitação Mens Sana, da Fundação Terra, oferece tratamento nas quatro reabilitações – motora, intelectual, auditiva e visual –, com uma equipe que inclui terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, psicólogos, pediatras, neuropediatra, enfermeiros, otorrino, oftalmologista e ortopedista. Dentro da perspectiva da reabilitação, a criança conta com uma atenção integral, capaz de atuar de maneira conjunta em benefício da ampliação de sua autonomia.

Por sua atuação pioneira, o Mens Sana é um centro de referência no tratamento da síndrome congênita do zika vírus, sendo reconhecido com a premiação do trabalho “Dos Sintomas e Sinais”, no II Simpósio de Pediatria do Agreste Meridional. O estudo foi conduzido pela pediatra Cristiane Marcela; as terapeutas ocupacionais Yane Sarmento Pacheco, Erivânia Fragoso e Cristiane Damásio; a psicóloga Socorro Rejane; os fonoaudiólogos Janino Torres e Cybele Cássia, e a fisiotetapeuta Juliana Alencar. O estímulo à pesquisa e ao registro de descobertas a respeito dos sintomas relacionados ao quadro dessas crianças tem sido outro diferencial da instituição.

Blog de Assis Ramalho
Com informações de Fundação Terra e G1 Caruaru e Região/TV Asa Branca


0 comentários:

Postar um comentário