sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Petrolândia: Com os pés em duas canoas, PSB local renova apoio ao ex-correligionário Fernando Filho

Vereador Delano Santos, ministro Fernando Filho e vereador Dedé de França, em encontro com empresários e lideranças (Foto: Assis Ramalho)
Entrega de trator a associação do Brejinho da Serra (Foto: Lúcia Xavier)

Quanto maior o partido político, maiores os conflitos de interesses e mais difíceis os consensos, é o que pode levar a pensar a aparente dissidência de membros do diretório do Partido Socialista Brasileiro (PSB) de Petrolândia, integrantes do apoio à releição do ex-correligionário Fernando Bezerra Coelho Filho, durante a passagem do deputado federal licenciado, atualmente sem partido, nesse município. O Ministro das Minas e Energia visitou a cidade situada no Sertão de Itaparica para entregar, oficialmente, a associações de produtores rurais, um trator e uma casa do mel, conquistados por emendas parlamentares de sua autoria. Também para ouvir novas demandas. Durante sua estada, o ministro foi escoltado pelos vereadores Delano Santos e Dedé de França, presidente e vice-presidente da Câmara Municipal de Petrolândia, respectivamente, ambos eleitos pelo PSB, além de outras lideranças políticas e comunitárias do município.








Acompanhado pelo superintendente regional da Codevasf, Aurivalter Cordeiro, o membro do clã Coelho, de Petrolina, desembarcou em Petrolândia na véspera da agenda na zona rural, para pernoitar na cidade. Em restaurante na Orla Fluvial, Fernando Filho foi recepcionado com jantar, prestigiado com representativa presença de empresários e lideranças. Nesse evento e na agenda do dia seguinte, pontuada pela fartura de demandas e de agradecimentos à atuação do parlamentar em prol da região, o pré-candidato a reeleição à Câmara Federal ouviu elogios e manifestações de apoio, recebidos de figuras da situação e da oposição do município onde o diretório do PSB abriga nada menos que três ex-prefeitos, atual prefeita e dois vereadores ocupantes dos principais cargos na Câmara.



No dia seguinte (04), as articulações começaram cedo, com muitas visitas ao ministro, ainda no hotel onde estava hospedado. Na sequência, Fernando Filho foi entrevistado, ao vivo, no programa "Acordando com as Notícias", pelo radialista e blogueiro Assis Ramalho, na Web Rádio Petrolândia, enquanto era aguardado para reunião na Associação de Artesãos e Agropecuaristas de Petrolândia - Café com Arte, sediada no centro da cidade.





Após o encontro de articulação com as artesãs, no qual foi servido café da manhã, o ministro e grande comitiva rumaram para o Sítio Brejinho da Serra. Lá, sob tenda instalada no centro do povoado, o ministro acompanhou os pronunciamentos de líderes comunitários e vereadores, antes de fazer seu discurso. Em seguida, sob o espocar de fogos, um trator foi entregue à associação de produtores rurais para beneficiar a comunidade e áreas vizinhas. A máquina foi solicitada por indicação dos vereadores Delano Santos e Dedé de França ao deputado.




Pronunciamento de Fernando Filho no Brejinho da Serra


De volta ao centro de Petrolândia, a comitiva fez uma pausa na Prefeitura de Petrolândia, onde Fernando Filho visitou a prefeita Janielma Souza, em seu gabinete, no qual estavam presentes alguns membros da equipe da gestora. A reunião protocolar foi breve e não chegou a constar do roteiro oficial, divulgado pela assessoria do parlamentar.



O último compromisso de Fernando Filho em Petrolândia, no início da tarde, foi a entrega da Casa do Mel à Associação dos Apicultores e Agricultores do Icó-Mandantes (APIMA), na Agrovila 03 do Bloco 04, no Distrito do Icó-Mandantes, onde novos discursos e demandas foram apresentados.


Pronunciamento de Fernando Filho na APIMA


Durante sua visita, Fernando Filho foi tratado, algumas vezes, como "senhor ministro", porém, também foi comum o tratamento "Fernandinho", como ele é mais conhecido no meio político local. O apelido demonstra o antigo e estreito relacionamento com a cidade. Mas, apesar da intimidade, Fernando Filho enfrenta adversidades por ser ministro de um governo impopular na região e defender abertamente a privatização da Eletrobrás e, na esteira, da Chesf.

Independente da aliança consolidada nos últimos pleitos, quando subiu nos palanques do governo municipal, e da amizade que desfruta com políticos petrolandenses, o fato de ele ter saído do PSB e ter-se tornado um dos militantes do movimento "Pernambuco que mudar", união de partidos que se opõem ao governo de Paulo Câmara, gerou estranhamento durante sua estada em Petrolândia, administrada pelo partido do governador, certamente candidato a reeleição.

A presença e apoio tácito, porém explícito, ao deputado federal por parte de vereadores e lideranças históricas do PSB local, como o ex-prefeito Amadeu Souza Lima, dá sinais de que o diretório municipal do partido "rachou" ou, no mínimo, está com os pés em duas canoas. Oficialmente, o apoio do diretório do PSB em Petrolândia é à reeleição do deputado federal Augusto Coutinho (SD), que visitou a cidade esta semana e participou de reunião com lideranças, entre elas o ex-prefeito Lourival Simões.

O apoio à reeleição do governador é inquestionável, mas, por seu turno, os dissidentes fiéis ao ministro terão o papel de obstruir ou dificultar o caminho entre as lideranças de Oposição e um possível palanque, em Petrolândia, do movimento "Pernambuco quer mudar", caso a aliança dos senadores Armando Monteiro (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (do novo MDB) evolua para a majoritária este ano.

Ver todas as fotos>Agenda de reuniões do ministro Fernando Filho em Petrolândia (04/01/2018)

Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos e vídeos: Lúcia Xavier - Assistente: Júcia Sá


0 comentários:

Postar um comentário