quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Retrospectiva 2017: Os dez piores momentos da política de Petrolândia - Por Daniel Filho


Era para ter sido um ano de renovação, mas foi atípico. Houve grandes momentos de mobilizações sociais (ocupação, manifestação, conquista sindical, greve, fórum social das águas), mas, o cenário foi de estranheza e permanência dos problemas sociais que sempre perseguiram a cidade.
De renúncia à salvação de ficha suja, lembremos alguns capítulos da nossa política que soa cômica, mas é trágica... A seguir os DEZ PIORES (estranhos) MOMENTOSna política de Petrolândia em 2017.

1. ESTACIONAMENTO PÚBLICO
Vereadores propõe, de forma unânime, criação de estacionamento “sem afetar a natureza”, mas a repercussão foi tão negativa, visto que nossa cidade nunca apresentou um plano mínimo de acessibilidade e mobilidade urbana, que o assunto não foi mais tocado.
Matéria relacionada:
http://www.assisramalho.com.br/2017/02/petrolandia-camara-municipal-propoe.html

2. MUTIRÃO DE LIMPEZA
A gestão Ricardo Rodolfo iniciou com a proposta de ser diferente e interpretou gestão participativa de uma forma que dividiu opiniões. Ao convocar a população para, voluntariamente, fazer a limpeza da orla fluvial, viu a discussão tomar posições: havia quem defendesse a tese de que: “se você ajuda a limpar, ajuda a conservar”

a: “economia disfarçada de populismo a atrair desempregados que gostariam de, com seu ato ‘voluntário’ garantir um emprego na prefeitura”. O mutirão aconteceu, as polêmicas também...
Matéria relacionada:
http://www.bloggotadagua.com.br/2017/02/mutirao-de-limpeza-divide-opinioes.html

3. BRIGAS EM REDE SOCIAL, TEORIAS DA CONSPIRAÇÃO
Briga entre médico e secretária de governo, demissões de contratados, supostos rompimentos políticos agitaram as redes sociais e burburinhos na cidade. Repentinamente antigos apoiadores e cabos eleitorais passaram a criticar o gestor. As teorias da conspiração foram surgindo:
“O prefeito rompeu com a família que o apoiou...vai empregar membros da igreja...está tudo combinado com o antigo prefeito...”
Foram algumas das frases que permeavam as discussões e apostas acerca do futuro da gestão. Foi um início conturbado.

Matérias relacionadas:
A coligação "Petrolândia Pode Mais" e Fabiano Jaques Marques entram com dispositivo para analisar a rejeição das contas de campanha do prefeito Ricardo Rodolfo, que poderia anular o resultado e chamar novas eleições, mas desaprovadas pelo relatório Tribunal Regional Eleitoral.

Matéria relacionada:
http://www.bloggotadagua.com.br/2017/04/prefeito-ricardo-rodolfo-tera-mandato.html

5. LICENÇA MÉDICA... MAIS TEORIAS
Em pouco tempo o prefeito Ricardo Rodolfo pediu concessão de licença à câmara de vereadores para tratamento da saúde. A Síndrome de Burnout acometeu o então prefeito. Provavelmente relacionado à pressão política, com polêmicas e crises em sequência.

Atiçou a curiosidade, criatividade, boatos e apostas da população. Ele voltaria ao cargo?
Matérias relacionadas:
http://www.assisramalho.com.br/2017/07/petrolandia-prefeito-ricardo-rodolfo.html
http://www.bloggotadagua.com.br/2017/07/petrolandia-governada-por-mulher-artigo.html

6. RENÚNCIA
O que era tido como certo por muitos aconteceu: Ricardo Rodolfo, antes mesmo do fim da licença médica e ainda no primeiro semestre, anuncia seu afastamento definitivo do cargo que conquistou a duras penas com votação apertada (50 votos de diferença para o segundo mais votado, Fabiano Marques). Assume em definitivo Janielma Souza, esposa do ex-prefeito Antônio Marcos de Souza.

As especulações continuaram a todo vapor: “Esse afastamento estava articulado desde o princípio, ainda na campanha, para que o antigo prefeito continuasse a governar... Ele descobriu tanta sujeira que preferiu se afastar para não ter que entregar ninguém... Ele foi ameaçado a renunciar, pois estava afetando os interesses de quem apadrinhou sua eleição...” Foram apenas algumas das muitas teses que permeavam as discussões políticas nas calçadas de Petrolândia. A verdade definitiva permanece um mistério.

Matérias relacionadas:
http://www.assisramalho.com.br/2017/08/prefeito-de-petrolandia-ricardo-rodolfo.html
https://g1.globo.com/pe/caruaru-regiao/noticia/apos-renuncia-de-prefeito-janielma-de-souza-e-a-primeira-mulher-a-assumir-gestao-em-petrolandia.ghtml

7. EX-PREFEITO RESPONDE NA JUSTIÇA POR CRIME DE RESPONSABILIDADE
Antônio Marcos de Sousa, ex-prefeito, marido da agora prefeita Janielma Sousa, foi intimado por crime de responsabilidade. A denúncia em questão noticia a realização de supostos pagamentos indevidos feitos a empresas em nome de funcionários da prefeitura referentes a supostas despesas com transporte de pacientes do município de Petrolândia a se utilizar de "laranjas" para emissão de bilhetes e assinar notas de empenho com valores superiores aos serviços efetivamente prestados ou mesmo relativamente a serviços que nunca foram realizados.

Matéria relacionada:
http://www.bloggotadagua.com.br/2017/08/ex-prefeito-de-petrolandia-antonio.html

8. LOURIVAL SIMÕES A UM PASSO DE SER FICHA SUJA... MAS...
Coube à “nova” Câmara de vereadores analisar e votar as contas de 2009 e 2014 de Lourival Simões. A primeira havia sido rejeitada pelo tribunal e deveria seguir o mesmo resultado na câmara (o que o tornaria “ficha suja”, consequentemente, inelegível). Mas surgiu a luz no final do túnel... Mudanças em alguns dispositivos da denúncia deram o direito de pedir e ver aprovado o adiamento da votação do parecer e, consequentemente, ganhar tempo para ser salvo pelo poder legislativo. Aos que assistiram a sequência de salvações restou o deplorável cenário de despreparo de parte dos vereadores. Um deles, por exemplo, na hora de declarar seu voto, proferiu:

“Estamos votando o que mesmo?”

Matérias relacionadas:
http://www.bloggotadagua.com.br/2016/07/contas-do-prefeito-lourival-simoes.html
http://www.bloggotadagua.com.br/2017/08/lourival-simoes-ficha-suja.html
http://www.bloggotadagua.com.br/2017/08/camara-de-vereadores-de-petrolandia.html

9. MATERIAL ESCOLAR ABANDONADO
Em mais uma denúncia da mídia local junto a Said Sousa, a população assistiu, sem compreender, diversos materiais escolares abandonados. Mobílias escolares, canetas, colas e até fardamento foram encontrados em locais indevidos. Desperdício total. A secretaria de educação lançou nota explicativa que ou não explica, ou mostra uma série de deficiências graves na gestão, afinal, como justificar que todas “as canetas apresentavam problemas”, “conserto de bancas escolares” (que vimos estarem em condições de uso), “número indevido de fardamentos que impediram a distribuição” (sendo que ainda havia fardamento da gestão de Antônio Marcos (Marquinhos)...

A nota ainda se preocupou em criticar a denúncia.

Vergonha.

Matérias relacionadas:
http://www.bloggotadagua.com.br/2017/12/para-onde-ruma-educacao-no-municipio-de.html
http://www.bloggotadagua.com.br/2017/12/em-nota-secretaria-de-educacao-de.html

10. AUMENTO DE IMPOSTOS MUNICIPAIS
Foi um ano esquecível para o poder legislativo que, com a maioria das decisões que iam de encontro aos anseios da população, contribuíram para a criação de “personagens políticos salvadores da pátria”. Ainda havia uma última cartada antes do fim de ano para mostrar a que vieram.

Em pleno recesso parlamentar, voltam para votarem projetos de lei. Um que altera e promove isenção de impostos para a construtora que deverá construir casas para o programa Minha Casa, Minha Vida, o outro que altera as taxas de impostos do município como IPTU e taxas de serviços. É a máxima se materializando: ricos isentados, pobres a pagar a conta.

Matérias relacionadas:
http://www.bloggotadagua.com.br/2017/12/o-povo-de-petrolandia-vai-pagar-conta.html
http://www.bloggotadagua.com.br/2018/01/como-ficarao-os-impostos-municipais.html

Essa foi a lista dos principais (piores, estranhos, curiosos) momentos da nossa política local. A você, faltou algo? Que outros absurdos poderiam ser lembrados e não estão aqui?

Para refletir resta a questão: O QUE ESPERAR PARA 2018?

O Blog Gota D’Água gostaria de desejar um feliz ano novo, mas com esse cenário fica difícil.
Blog Gota D’Água


0 comentários:

Postar um comentário