quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Técnicos participam de curso sobre adequação ambiental na propriedade rural



Cerca de 70 técnicos participam, até a próxima quinta-feira (7), na Embrapa Cerrados (Planaltina - DF), do “Curso sobre Adequação Ambiental da propriedade rural – apoio ao Programa de Regularização Ambiental (PRA) no DF”. O objetivo do curso, realizado em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Emater-DF, é preparar esses profissionais para atuarem na adequação ambiental das propriedades rurais, em apoio ao Programa de Regularização Ambiental previsto na legislação de proteção da vegetação nativa.

Na abertura do curso, o chefe de Transferência de Tecnologias da Embrapa Cerrados, Sebastião Pedro, destacou a importância do conhecimento sobre o meio ambiente para o desenvolvimento das ações da Unidade. “Como um centro de pesquisa ecorregional, nós temos como foco o desenvolvimento sustentável da agricultura no bioma Cerrado. E para cumprimos nossa missão, damos imenso valor ao meio ambiente”, ressaltou.


O pesquisador da Embrapa Cerrados e coordenador regional do Projeto Biomas, Felipe Ribeiro, explicou que a realização do curso vem atender à demanda da sociedade por informações de como se adequar ao Código Florestal. “Em três meses já tivemos mais de 300 pessoas participando em cursos sobre o assunto no Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Aqui estão as informações coletadas por diferentes grupos de pesquisas para responder ao nosso grande desafio, o que sabemos sobre o meio ambiente para que possamos fazer agricultura”, disse.

O curso conta com aulas teóricas e exercícios práticos ministrados por pesquisadores e analistas da Embrapa, do ICMBio e da Universidade de Brasília, como também, de técnicos do Projeto Biomas, do Instituto Brasília Ambiental (Ibram) e do Serviço Florestal Brasileiro. O tema do primeiro dia do curso (5), pela manhã, foi sobre características ecológicas do bioma, estratégias de reprodução das plantas, impactos antrópicos e suas implicações para a restauração. O período da tarde foi dedicado às questões relacionadas à legislação ambiental federal.

Nesta quarta-feira (6), o curso aborda as estratégias de recomposição, os riscos e desafios associados à Recuperação de Áreas Degradadas (RAD) e os consórcios com espécies nativas. No encerramento, na quinta-feira (7), terá a apresentação do sistema WebAmbiente, utilizado em apoio ao Programa de Reabilitação Ambiental (PRA) e exercícios de campo, como monitoramento de áreas e visita a casa de sementes.

Embrapa Cerrados


0 comentários:

Postar um comentário