sábado, 23 de dezembro de 2017

PMs e entidades de Juazeiro (BA) doam cestas de alimentos a 200 famílias carentes


Policiais militares de Juazeiro (BA), em parceria com a ONG Ação Cidadania, o Conselho Comunitário de Segurança Pública (CCSPJ) e empresas como a Agrovale, entregaram nesta sexta-feira (22) mais de 200 cestas básicas a famílias de bairros como Itaberaba e Jardim Primavera. A ação faz parte do projeto ‘Natal Sem Fome’, que realiza a distribuição de alimentos em comunidades carentes.

Segundo a PM, as cestas contêm gêneros alimentícios de primeira necessidade, como: arroz, feijão, macarrão, óleo, biscoito, farinha, 2 kg de açúcar, entre outros. Os produtos foram arrecadados pelos homens da 75ª Companhia Independente e da CCSPJ, que, além de solicitarem apoio da Agrovale, entidades e amigos, fizeram um levantamento dos bairros com as famílias mais necessitadas, antes de realizarem a entrega.

O major comandante da 75ª Cia, Irlam Mattos, acompanhou a distribuição dos alimentos e ressaltou que, apesar de a PM ser uma polícia ostensiva, sempre buscou realizar ações sociais que beneficiem a sociedade. Mesmo sob o manto de seriedade da farda, Irlam mostrou-se emocionado com as histórias de vida dos beneficiados e lembrou que, nas nações desenvolvidas, a violência foi contida através de ações sociais e educacionais. “Quando eles diminuíram o crime, não o fizeram com a força, mas sim com amor, acolhimento e compaixão”, salientou o militar.

Apoiando o projeto, a Agrovale contribuiu com 400 kg de açúcar, o equivalente a 200 kg a mais do que o solicitado pela organização do Natal Sem Fome. De acordo com o vice-presidente da empresa, Denisson Flores, a organização se sente “honrada por ter sido chamada para participar da inciativa”, uma vez que entende a relevância social da campanha. “Infelizmente ainda existem muitas famílias carentes em Juazeiro que estão encontrando dificuldades financeiras neste Natal, e isso é preocupante”. Ele continua. “A Agrovale é feita de seres humanos que entendem a importância do outro, nós não poderíamos deixar de participar desta campanha”.

Uma das moradoras mais antigas do bairro Jardim Primavera, a dona Maria Balbina da Silva, de 56 anos, recebeu em sua residência uma das equipes da 75ª Cia da PM. Dona de uma casa simples e de taipa, a senhora contou aos policiais que não tinha comida para esta sexta-feira, menos ainda para o Natal. “Estou chorando, mas de alegria, porque Deus enviou vocês aqui, tenho sofrido muito. Não estou podendo comprar um quilo de nada a ninguém e com essa caridade minha situação está melhorando”, disse ela emocionada. Balbina contou que nunca tinha recebido uma cesta básica, não é empregada e ainda não tem direito a aposentadoria.

CLAS Comunicação & Marketing


0 comentários:

Postar um comentário