quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Petrolândia: Em resposta ao Presidente da Câmara, Compesa não justifica falta de água recorrente na cidade

Cidade permanece em crise no abastecimento de água

No dia 4 deste mês, o presidente da Câmara Municipal de Petrolândia, Delano Santos (PSB), em atendimento às reclamações de clientes da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) nesta cidade, protocolou na Agência de Relacionamento da Compesa local um ofício em que cobra esclarecimentos sobre as persistentes interrupções no abastecimento de água da área urbana do município, iniciadas na segunda quinzena de novembro. Em ofício datado dessa terça-feira (12), a Gerência Regional da Compesa em Serra Talhada responde ao vereador e lista problemas verificados nos dias 21/22, 24 e 28 de novembro. Segundo a empresa, "após a devida manutenção", o funcionamento foi retomado no dia 1º deste mês. 

O documento da Compesa não confirma que há apenas uma motobomba em funcionamento no ponto de captação nem a existência de um segundo equipamento com defeito, enviado para conserto, informações que supostamente justificariam as graves falhas no fornecimento de água, registradas ainda no dia de hoje, 13 de dezembro. 

Em resumo, os clientes da empresa continuam sem esclarecimentos oficiais para a irregularidade na distribuição da água e sem nenhuma previsão de se e quando o serviço será regularizado, considerando-se que o texto do ofício da empresa não aponta nenhuma anormalidade no abastecimento da cidade. A situação crítica é tão vista como normal que a Compesa retomou o enchimento dos carros-pipa no ponto do G-Pipa, situado próximo ao Matadouro Municipal, na estrada para o Sítio Serrota, local privilegiado com forte vazão de água. No início da crise, o abastecimento foi transferido para a ETA do vizinho município de Jatobá. 

As ocorrências de desabastecimento tiveram início nos bairros mais altos no último dia 19 e, de lá para cá, entre desculpas e justificativas apresentadas pela Compesa, por meio da assessoria de imprensa e escritório local, até hoje, 13 de novembro, a situação permanece inalterada, com faltas de água constantes nessas localidades e eventuais na cidade inteira.

Após receber a correspondência da Compesa, o presidente da Câmara informa que já prepara outro ofício à empresa para cobrar novos esclarecimentos. Cite-se que, no mesmo dia em que o vereador apresentou ofício à Compesa, a prefeita Janielma Souza (PSB) esteve em Recife, onde se reuniu com representantes da empresa. 

Veja abaixo os ofícios da Compesa e do vereador Delano Santos. 




Notícia relacionada
>Presidente da Câmara ouve apelo da população e cobra esclarecimentos da Compesa para a falta de água na cidade

Redação do Blog de Assis Ramalho
Com informações da assessoria de Delano Santos/Câmara Municipal de Petrolândia


0 comentários:

Postar um comentário