terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Em Serra Talhada, ministro Mendonça Filho inaugura obras de expansão da UFRPE

Foto: André Nery/MEC

O ministro da Educação, Mendonça Filho, visitou na manhã desta terça-feira, 26, a Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UAST), da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), para inaugurar sete obras, além de assinar a ordem de serviço para a execução de obras de adequações físicas voltadas à acessibilidade do campus e de conclusão das instalações do auditório/biblioteca, do galpão de máquinas e de reparos nas guaritas. Juntas, as sete obras inauguradas, todas concluídas durante a gestão de Mendonça Filho, totalizam um investimento de R$ 8.211.404,84.

Mendonça Filho reforçou que a expansão do campus da UFRPE em Serra Talhada é um alento e uma esperança para milhares de jovens, não só do município, mas de todo o interior do estado de Pernambuco. “O investimento na educação superior, que é a nossa missão aqui em Serra Talhada hoje, tem grande impacto na comunidade e na região”, afirmou. “Jovens que no passado sonhavam com um curso superior e que tinham a necessidade de se deslocar para uma grande cidade, como Recife, hoje têm aqui junto da sua casa, junto do seu município, uma oportunidade única, tendo em vista os nove cursos aqui instalados”.

Somente para as obras do auditório/biblioteca, construído em uma área de 1.600 m², conta com 392 lugares, foram utilizados recursos do montante de R$ 1.503.562,39. Cerca de 2,6 mil pessoas, que compreendem a população acadêmica do campus, serão beneficiadas.

A reitora da UFRPE, Maria José de Sena, reforçou: “Viemos para cá porque queríamos proporcionar uma condição diferente de vida para os jovens dessa região. Temos aqui uma comunidade que se empenha diariamente no sucesso dessa unidade, com técnicos extremamente comprometidos e professores muito capacitados”.

O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque, destacou que a expansão da Uast significa o fortalecimento de todo o sertão central: “Os investimentos que fortalecem esse campus vão melhorar a educação e o desenvolvimento econômico de toda a nossa região. É um orgulho para nós sertanejos termos esse campus sediado aqui em Serra Talhada”.

O espaço ainda será climatizado e terá instalação do forro concluída. O ministro assinou a ordem de serviço para a execução dessas obras no local, no galpão de máquinas e nas guaritas. A previsão é de que tudo estará concluído e pronto para entrar em operação em meados de maio ou junho de 2018.

Também foi assinada uma ordem de serviço para adequações voltadas à acessibilidade da UAST, que vão beneficiar os estudantes com deficiência ou mobilidade reduzida. Juntas, as ordens de serviço totalizam R$ 3.445.469,12.

Outros investimentos – Outra obra inaugurada foi o Bloco 2 de professores, com investimento total de R$ 1.648.736,28. Em 1.673,4 m², o prédio de três pavimentos conta com 47 salas para atender a 96 professores. O Bloco 2 de laboratórios também foi inaugurado. Com 15 laboratórios, o local atenderá os cursos de ciências biológicas, agronomia, engenharia de pesca, licenciatura em química e zootecnia, beneficiando uma população acadêmica de 2.410 pessoas. O valor total dessa obra foi de R$ 1.931.617,17.

As casas 1 e 2 de estudantes também estão no pacote de inaugurações. Cada casa, com nove dormitórios, terá capacidade para receber 54 alunos (108 estudantes no total), num espaço de 698 m². Essa obra demandou recursos de R$ 725.055,49.

A primeira quadra poliesportiva do campus também foi inaugurada. Com um investimento de R$ 889.287,16, o espaço atenderá a toda a população do campus. As obras no galpão de hidráulica, orçadas em R$ 212.705,11, contemplarão os cursos de agronomia e engenharia de pesca, beneficiando 600 pessoas. Já as obras no galpão da fábrica de ração tiveram um investimento de R$ 504.085,00 e atenderão aos cursos de zootecnia e agronomia, beneficiando 300 pessoas.

Assessoria de Comunicação Social MEC


0 comentários:

Postar um comentário