sábado, 2 de dezembro de 2017

Em Caruaru, ministro Mendonça Filho participa do lançamento do Movimento Pernambuco pela Educação




O ministro da Educação, Mendonça Filho, participou na manhã desta sexta-feira, 1º, em Caruaru, no agreste pernambucano, do lançamento do Movimento Pernambuco pela Educação. O debate tem como objetivo propor alternativas para melhorar os indicadores de Pernambuco referentes à alfabetização.

“Esse tipo de mobilização é necessário e eu parabenizo todos os articuladores para que as prefeituras, os professores também e toda a comunidade pernambucana se engajem na defesa de uma educação de boa qualidade, com bom desempenho a partir, inclusive, da alfabetização”, disse o ministro. No estado, 70,62% dos estudantes dos anos iniciais do ensino fundamental estão nos dois níveis mais fracos de leitura, segundo a Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA). Na escrita, 52,82% dos alunos figuram nos três patamares tidos como insuficientes.

“Os números em relação à alfabetização em Pernambuco não são positivos”, reconhece Mendonça Filho. “O estado está em um patamar bastante insuficiente e distante do que seria razoável”. Além de Mendonça Filho, prefeitos, secretários municipais de Educação, gestores e empresários.

Durante o encontro, foi relatada a experiência de Sobral (Ceará), que se destaca nacionalmente, há mais de duas décadas, pelos indicadores educacionais. O secretário municipal de Educação do município cearense, Herbert Lima, disse que essa receita pode gerar resultados exitosos na educação do país. “É uma honra estar aqui compartilhando a nossa experiência educacional”, ressaltou. “Ela está fundamentada nos princípios da meritocracia, da transparência, da formação de professores, que prezam pelos processos de alfabetização e também pela qualificação de uma política pública voltada para o desenvolvimento cognitivo dos estudantes, desde a educação infantil até o ensino fundamental.”

Para o ministro, é preciso melhorar o desempenho do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic), fazendo com que o Brasil tenha alfabetizadores mais preparados e capacitados, com a mobilização dos prefeitos e das secretarias municipais de Educação.

Mendonça Filho reforçou que exemplos como o de Sobral são fundamentais para mudar o caminho da alfabetização no país: “Para se ter uma boa educação básica, precisamos de crianças bem alfabetizadas. Essa experiência de Sobral tem que se espalhar para todo o estado de Pernambuco e para todo o Brasil.”

O evento é uma iniciativa do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, com o apoio da TV Escola e do Instituto Ayrton Senna. O Ministério da Educação, a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) também ajudaram na realização do projeto.

Fotos: https://www.flickr.com/photos/mineducacao/albums/72157661160516797

Assessoria de Comunicação Social MEC


0 comentários:

Postar um comentário