sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Teste antidoping de Guerrero contra a Argentina dá positivo


A seleção peruana pode ter um grave problema para a repescagem mundial contra a Nova Zelândia, nas próximas semanas. O presidente da Comissão de Controle de Doping da CBF, Fernando Solera, confirmou ao SporTV a informação antecipada pela "ESPN" da Argentina: o atacante Paolo Guerrero foi flagrado no exame antidoping realizado após o confronto entre Peru e Argentina, no dia 5 de outubro. A substância, segundo o veículo, seria uma droga social. O Flamengo ainda não foi notificado, assim como a assessoria de imprensa do jogador.

A informação veio à tona através de um jornalista do canal argentino, que apontou que a Federação Peruana de Futebol (FPF) foi notificada sobre a questão nesta sexta-feira. O também argentino "Tyc Sports" afirmou, por sua vez, que um jogador da seleção peruana testou positivamente no exame, sem revelar o nome do atleta. Guerrero realizou o teste na ocasião, assim como Edinson Flores.


O protocolo de exames antidoping dá direito à contraprova antes da aplicação oficial de uma punição por parte da Fifa. Porém, a participação de Guerrero nos confrontos contra a Nova Zelândia, nos dias 11 e 16 de novembro (0h30, de Brasília), fica em aberto por conta do caso - pode haver uma punição preventiva.

Guerrero vem desfalcando o Flamengo desde a 29ª rodada do Campeonato Brasileiro por conta de um edema na coxa, mas voltou a treinar na manhã desta sexta-feira, após 15 dias longe do grupo. A expectativa do clube era contar com o peruano no duelo contra o Grêmio, em Porto Alegre, no próximo domingo - o que seria sua última partida antes da apresentação à seleção para os jogos decisivos, que podem levar o Peru de volta à Copa do Mundo após 36 anos.

Globo Esporte


0 comentários:

Postar um comentário