segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Tacaratu: Audiência pública debate novo traçado para rodovia PE-375 por fora da área urbana (fotos e vídeos)


Na reunião, realizada no plenário da Câmara de Vereadores, o Promotor de Justiça Dr. José Soares fez a abertura com exposição das informações colhidas no Inquérito Civil 007/2017 e apresentou um vídeo com imagens dos acidentes ocorridos na rodovia estadual, dentro da cidade (Fotos e vídeos: Assis Ramalho/BlogAR)







A população do município de Tacaratu procurou o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para expressar sua preocupação com o elevado índice de acidentes ao longo do trecho da rodovia estadual PE-375, que corta a cidade. Com o objetivo de buscar soluções, a Promotoria de Justiça local realizou, na última terça-feira (21), audiência pública com a participação dos moradores e do Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco (DER-PE). 

A mesa inicial foi formada pelas seguintes autoridades: o Promotor de Justiça titular da promotoria de Tacaratu, Dr. José da Costa Soares, o prefeito da cidade de Tacaratu, José Gerson da Silva, o presidente da Câmara de Vereadores de Tacaratu, Caíque Teixeira, o gestor do 5.° Distrito Rodoviário, Dr. Luis de Castro, o pároco da cidade de Tacaratu, Pe. Domingos de Sá Filho, o representante da Ordem dos Advogados do Brasil - Subseciconal Petrolândia, Dr. José Pereira, o representante da Defensoria Pública do Estado de Pernambuco, Dr. José Antônio de Lima Torres, e o cacique Zenilvado, representando a Tribo Entre Serras. Presente também o representante da empresa de energia eólica ENEL, Leandro Pinto Araújo Borja.

Na reunião, realizada no plenário da Câmara de Vereadores, o Promotor de Justiça Dr. José Soares fez a abertura com exposição das informações colhidas no Inquérito Civil 007/2017 e apresentou um vídeo com imagens dos acidentes ocorridos na rodovia estadual, dentro da cidade. De acordo com o Promotor, a localização da estrada, que atravessa todo o núcleo urbano de Tacaratu, e a geografia da cidade, marcada por montanhas e vales, propiciam muitos acidentes fatais.

Uma alternativa viável, apontada ao longo da tramitação do Inquérito Civil, seria a construção de uma estrada por fora da zona urbana. "Seria um trecho com extensão não superior a cinco quilômetros, com evidentes benefícios, tornando realidade um desejo de toda a sociedade tacaratuense", afirmou o Promotor.

Em seguida, a palavra foi utilizada pelas seguintes autoridades: o prefeito José Gerson, o presidente da Câmara de Vereadores Caique Teixeira, o representante da Defensoria Pública Dr. José Antônio de Lima Torres, o cacique Zenivaldo, o vereador José Nelson, o vereador Paulo Sérgio, o representante da OAB/PE, Dr. José Pereira, o Padre Domingos de Sá Filho, o representante da Tribo Pankararu George Vasco, e, por fim, o gestor do 5.° Distrito Rodoviário, Dr. Luis de Castro.

No final da reunião, devido à ausência de um representante do governador Paulo Câmara na audiência, o Promotor de Justiça determinou o encaminhamento de um ofício à Governadoria, com pedido de audiência com o governador para tratar sobre o desvio da rodovia. 


O Blog de Assis Ramalho agradece ao Promotor de Justiça titular da promotoria de Tacaratu, Dr. José da Costa Soares e ao ao Sr. Fernando Henrique Izídio Araújo, assistente da Promotoria, a atenção com este veículo de comunicação.  

Abaixo, os vídeos com os discursos das autoridades. 






















Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos e vídeos: Assis Ramalho/BlogAR)


0 comentários:

Postar um comentário