terça-feira, 21 de novembro de 2017

Rio São Francisco: liberação das águas da transposição para Floresta é comemorada por Rodrigo Novaes

Foto: Roberto Soares/Arquivo Alepe

A implementação da Transposição do Rio São Francisco até o município de Floresta, no Sertão de Itaparica, foi comemorada pelo deputado Rodrigo Novaes (PSD), no Grande Expediente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), nesta segunda (20). Na última sexta (17), técnicos do Ministério da Integração Nacional abriram as comportas da Barragem do Muquém, permitindo que as águas cheguem até o reservatório de Barra do Juá. Este último pode acumular até 71 milhões de metros cúbicos de água. A partir daí, nos próximos 30 dias, o Velho Chico deve começar a perenizar o Riacho do Navio, que abastece Floresta.

“O último dia 17 foi uma data histórica para a região. Não consigo transmitir em palavras a emoção das pessoas, que agradeceram aos céus porque agora podem ter certeza de que não faltará água para seus rebanhos ou para sua plantação”, contou o parlamentar. “A famosa música de Luiz Gonzaga falava da água que saía do Riacho do Navio para o Rio Pajeú e, depois, para o São Francisco. Agora a água do São Francisco vai voltar para o Riacho do Navio”, observou Novaes.

O deputado destacou o empenho do Governo do Estado para viabilizar a nova fonte de abastecimento para a região, ao realizar o conserto das comportas do reservatório de Barra do Juá. “Fazer essa obra era uma responsabilidade do Departamento Nacional de Obras contra as Secas (Dnocs), que, infelizmente, está sucateado. Se o Governo Estadual não tivesse assumido a obra, ainda estaríamos esperando pela liberação da água do São Francisco”, afirmou.

Em aparte, Tony Gel (PMDB) ressaltou a importância da preservação do Rio São Francisco. “O Velho Chico é um manancial que sustenta muitas pessoas, e devemos cuidar dele para que continue a ter esse papel”, declarou.

Ricardo Costa (PMDB) falou sobre o que considera um “descaso” da União com a região. “Há projetos prontos desde o início da década de 70 no Dnocs, que resolveriam o problema da água no Sertão do Pajeú, mas nunca foram executados.” Diogo Moraes (PSB) avaliou que o conserto da estrutura do reservatório de Barra do Juá foi um exemplo “de ação simples que vai fazer uma grande diferença para a população”.

Alepe


0 comentários:

Postar um comentário