quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Petrolândia: Presidente e vice do STR debatem suspensão de assistência aos perímetros irrigados e tecem criticas ao políticos em Brasília '' Sem moral e sem vergonhas''


Entrevista foi concedida na manhã desta quarta-feira (1º) no Programa Acordando com as Notícias na Web Rádio Petrolândia


Para debater a suspensão de operação e manutenção da empresa Plena nos Perímetros Irrigados dos Projetos Icó-Mandantes, Barreiras e Apolônio Sales, em Petrolândia, além de outros temas como proposta de Reforma da Previdência Social, indenizações da Chesf e conjuntura das políticas sociais, na manhã desta quarta-feira (1º) o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolândia, José Maurício, e o vice-presidente, Natanael Caetano, concederam entrevista ao vivo no programa 'Acordando com as Notícias', apresentado pelo radialista e blogueiro Assis Ramalho na Web Rádio Petrolândia.

De acordo com os dirigentes do STR-Petrolândia, a Plena, empresa terceirizada da Codevasf, prestadora de assistência aos projetos de irrigação situados no município de Petrolândia, decidiu interromper os serviços na tarde de terça-feira (31). A empresa alega que não está recebendo os repasses da Codevasf pelos serviços prestados e não tem como manter a operação e manutenção dos projetos.

Ainda segundo os sindicalistas, uma reunião seria realizada nesta quarta (1º), no Distrito Icó-Mandantes, onde os trabalhadores iriam decidir o rumo a ser tomado.

Na entrevista, os sindicalistas responderam perguntas de ouvintes, debateram vários assuntos pertinentes ao município e teceram críticas aos políticos votados na região nas eleições de 2014. ''Nenhum desses políticos tem moral nenhuma para chegar aqui e prometer algo, porque lá em Brasília eles estão votando contra os trabalhadores. Agora, eles não têm moral, mas também não têm vergonha. Se eu fosse um deputado e votasse contra o trabalhador, eu estaria hoje com muita vergonha, porque eles tiveram voto dos trabalhadores na eleições passada'', desabafou José Maurício..

O presidente do STR também disse que foi elaborada uma lista de deputados que votaram contra o trabalhador.

''O sindicato está com uma lista de todos os deputados que votaram contra o trabalhador. A lista está lá na porta, com todas as fotos ilustradas, nomes, quem votou a favor, quem votou contra, nós temos tudo'', frisou José Maurício, que fez questão de finalizar suas palavras em verso. ''Eu chamo atenção de todo o agricultor, que carrega no seu bolso, o título de eleitor, para que em 2018 tenha muito cuidado, para não votar errado, no mesmo traidor'', declamou.

Vice-presidente do STR, Natanael também fez duras críticas aos deputados, afirmando que estão se vendendo e votando contra o trabalhador.

''Eu quero dizer aos agricultores que, no momento em que a gente olha para um presidente golpista, nós estamos deixando de observar quem está defendendo ele, inclusive defendendo de punições, de crimes que ele cometeu. E eles, os deputados, são pessoas que estão contribuindo para que os direitos dos trabalhadores sejam retirados. São deputados que têm votos aqui no município, e até ministro que licenciou-se do seu cargo, o senhor Fernandinho, o deputado Zeca Cavalcanti, Augusto Coutinho e tantos que envergonham Pernambuco com suas votações'', afirmou Natanael, acrescentando que o perigo não é o presidente Temer, e sim quem o apoia.

''O perigo não é o presidente, o perigo é o Congresso que a gente elegeu, e que está aí representando ninguém sabe o direito de quem. Sabemos que a próxima reforma que está em pauta para ser votada, e é aonde o governo vem investindo pesado, inclusive comprando os deputados, é a Reforma da Previdência. O governo diz que a previdência está quebrada, mas a gente sabe que não é verdade, que não tem rombo nenhum'', frisou.

Ouça na íntegra a entrevista com vários pontos polêmicos>aqui

Redação do Blog de Assis Ramalho


0 comentários:

Postar um comentário