segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Paulo Afonso: Funcionários protestam e gerente da Vitran denuncia: “Escândalo na licitação do transporte público''


A manhã desta segunda-feira (13) foi de protestos em frente à prefeitura de Paulo Afonso. Funcionários da empresa Vitran Trasporte acompanhados do gerente José Mota (Dudé) utilizaram carro de som para denunciarem o que consideram fraudulento o processo de licitação de transporte urbano de Paulo Afonso cuja ‘vencedora’ foi a Atlântico da cidade de Lauro de Freitas/BA.

Nos últimos dias, o empresário José Mota (Dudé), gerente da Vitran, utilizou as redes sociais para fazer uma série de denúncias contra a referida licitação. A empresa “Mota Pereira Transporte” do empresário Dudé e “Via Energya” do empresário Marcos da COINPE, também concorreram e entraram com recursos e o processo se arrasta na justiça há mais de um ano. Segundo “Dudé”, mesmo com audiência marcada para amanhã (14), e sem cumprir várias cláusulas do edital e compromissos assumidos, a empresa já começa a se preparar para iniciar a operação em Paulo Afonso.


Dudê gravou vários vídeos onde diz que o processo não foi lícito. O último deles foi na manhã dessa segunda-feira (13), onde convocou uma manifestação para às 09:30. Na mesma gravação, Dudê afirmou que existia uma contrapartida da empresa com o município para a melhoria de ruas num investimento de mais de R$ 100 milhões, e segundo Dudê nada disso foi cumprido:

“Eles prometeram a contrapartida de R$ 101 milhões em obras no transporte e nas ruas onde os ônibus circulam, fato esse não acontecido, ou seja, eles não fizeram nenhuma obra, cadê os R$ 101 milhões em obras? Vocês imaginam se nesses últimos seis meses, a empresa Atlântico tivesse feito essas obras não teria ficado um pauloafonsino sequer sem trabalho. Povo, eu pergunto para vocês, se antes dele assumir ele não cumpriu com o que foi colocado em pauta, imagine após ele assumir, como será realmente, um verdadeiro lapso, vamos analisar, como é que a prefeitura antes de audiência assina contrato, está bem claro eu acho que não precisa de mais explicações. Então hoje, às 9:30 vamos lutar pelos nossos direitos, eu conto com seu apoio”.

“Estou aqui hoje para falar de uma coisa muito séria, estou aqui para falar de uma coisa muita série, de um problema que vem acontecendo, constrangedor, delicado e ao mesmo tempo revoltante, o problema do transporte urbano de Paulo Afonso”.

“A prefeitura está querendo colocar uma empresa na qual ela não ganhou uma licitação lícita, está com documentação errada, incompleta, e o Ministério Público pediu anulação da licitação e o município não obedece, infelizmente o município de Paulo Afonso não obedece às leis. Aí eu pergunto, onde está a justiça do nosso país, que cidade nós estamos morando, uma cidade tão bela, uma cidade que está passando por diversos problemas de licitação”.

“Têm várias denúncias de licitação onde estão na mídia para todo mundo ver, agora eu venho denunciar mais uma, agora eu venho denunciar mais essa”.

“As licitações da prefeitura elas são como o poder quer. A empresa Atlântico Transporte, no edital era para fazer uma visita técnica como comprova o edital e eles não vieram e disseram que era apenas uma exigência do edital, se tem um edital é para que? Não é para cumprir. Outro problema gravíssimo aconteceu no protocolo seguro garantia que ele só terá validade se for protocolado cinco dias antes da licitação, eu pergunto ao setor de licitação existe esse documento nas pastas, eu respondo para o povo, não existe, foi apenas uma exigência”.

Blog de Ozildo Alves


0 comentários:

Postar um comentário