terça-feira, 7 de novembro de 2017

Codevasf distribui 127 mil alevinos para associações comunitárias de municípios do Médio São Francisco baiano

Foto/Arquivo: Divulgação/Codevasf

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) segue fortalecendo a piscicultura familiar e artesanal no Médio São Francisco baiano com a entrega de 127 mil alevinos de tambaqui, tilápia e carpa para associações comunitárias de seis municípios da região. Estima-se que a ação beneficiará diretamente cerca de 250 famílias dos municípios de Candiba, Ibotirama, Igaporã, Matina, Riacho de Santana e Serra do Ramalho.

"Em uma região tão castigada pela falta de chuva como o Oeste da Bahia, os peixamentos para repovoamento das lagoas, lagos e barragens da região têm uma importância imensurável, pois são uma das poucas alternativas de alimento e renda para centenas de famílias que vivem nas áreas rurais da região, sendo um trabalho com importância ecológica e socioeconômica, pois garante o sustento do pescador, em uma época de escassez de alimento", diz Isabel Denis, técnica da Unidade de Desenvolvimento Territorial da Codevasf em Bom Jesus da Lapa.

Foram entregues 64 mil de tambaqui, mais 37 mil alevinos de tilápia e outros 26 mil de carpa. No município de Riacho de Santana, os 19 mil alevinos beneficiarão as localidades de Barragens de Poço, Piçarra e Jirau. Enquanto no município de Serra do Ramalho, os 15 mil alevinos são distribuídos em tanques-rede e tanques escavados na comunidade de Jenipapo e Batata.
"Poder colocar esses peixes em nossos tanques-rede tem muita importância. Tem mudado a qualidade de vida na nossa comunidade. Tem mudado a renda de nossas famílias, dando uma condição melhor para sobrevivermos e tem sido o carro-chefe da nossa comunidade. Daí tem vindo o desenvolvimento e a qualidade de vida das pessoas no nosso povoado. Essa pareceria que temos com a Codevasf tem promovido a mudança dentro da nossa comunidade", diz Valqueres Souza, presidente da Associação de Moradores de Jenipapo e Batata, do município de Serra do Ramalho, que recebe o apoio da Companhia em ações de inclusão produtiva, como essa.

O município de Candiba recebeu 34 mil alevinos, que povoarão locais como a Lagoa do Mosquito, Barragem Poço Magro, Lagoa das Pedrinhas, Lagoa das Flores, Lagoa das Pedras II, Fazenda Jatobá I e II, Lagoa do Felipe, Poço das Mulheres e Lagoa Grande. Já em Ibotirama, os 12 mil alevinos serão distribuídos em tanques escavados cadastrados.

Já no município de Igaporã os 33 mil alevinos entregues pela Codevasf beneficiarão as comunidades de Caminhão, Barragem da Torta, Lagoa Grande, Tamboril, Fazenda Duas Lagoas, Tamanduá, Gameleira e Santana. No município de Matina, os 14 mil alevinos estão destinados à Barragem da Mamoninha e à Lagoa da Água Preta.

A ação de inclusão produtiva tem parceria com a Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri), por meio da Bahia Pesca, e visa oferecer alternativa de trabalho e renda às comunidades rurais que convivem com a seca prolongada. Os alevinos foram produzidos na estação da Bahia Pesca. O cadastramento das associações beneficiadas, a avaliação dos locais e a logística, entre outras ações, ficam a cargo da equipe da Unidade de Desenvolvimento Territorial da Codevasf em Bom Jesus da Lapa.

"A parceria iniciada em 2014, por meio de convênio firmado com a Bahia Pesca, em que o peixe produzido por ela é entregue pela Codevasf, chega ao final de 2017 com um total de mais de 970.000 alevinos entregues, atendendo a 15 municípios dos 21 visitados e já cadastrados, beneficiando a mais de 2.000 famílias no âmbito da 2ª Superintendência Regional da Codevasf", explica Isabel Denis.

Os 15 municípios beneficiados com o fornecimento dos cerca de 970 mil alevinos de tambaqui, tambacu, carpa e tilápia foram: Bom Jesus da Lapa, Caetité, Candiba, Carinhanha, Guanambi, Ibotirama, Igaporã, Macaúbas, Malhada, Matina, Paratinga, Riacho de Santana, Santa Maria da Vitória, Serra do Ramalho e Sítio do Mato.

Mais informações: www.codevasf.gov.br

Assessoria de Comunicação e Promoção Institucional da Codevasf


0 comentários:

Postar um comentário