quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Chesf manterá vazão mínima da reserva de Sobradinho até abril de 2018


A Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) vai manter a quantidade mínima de água liberada na Barragem de Sobradinho (norte da Bahia), até 30 de abril de 2018. Essa é a primeira vez que a Chesf mantém a vazão do reservatório reduzida no período chuvoso no sertão baiano, que vai de outubro a abril. Conforme a empresa, a definição saiu no dia 6 de novembro na resolução 1943/2017, da Agência Nacional de Águas (ANA).

Até agora, a chuva esperada para a região, que fica no Vale do São Francisco, não foi o suficiente. Por isso, a vazão mínima da barragem, que hoje é de 550 m³/s, ficará como está na tentativa de recuperar o volume do reservatório. Essa é a menor vazão da história do Sobradinho, em 38 anos de operação.

A expectativa é que o volume aumente até abril. “Domingo [19 de novembro] foi o primeiro dia que nós tivemos uma vazão de chegada superior à vazão, o que é uma notícia boa, por conta de que hoje o nível do reservatório de Sobradinho já subiu um pouco”, diz João Henrique Frankilin, diretor de operações da Chesf.


O volume útil do lago hoje está em 2,24% da capacidade. Mas esse não é o pior volume já registrado na barragem, que vem sendo afetada pela falta de chuvas há cinco anos. Segundo a companhia, em novembro de 2015 Sobradinho atingiu o volume mais crítico de sua história: 1,1%. Como este Blog mostrou na última segunda-feira (20), o Lago de Sobradinho, no norte da Bahia, começou a reverter tendência de queda após chuvas em Minas Gerais.

Com informações do G1-BA


0 comentários:

Postar um comentário