sexta-feira, 17 de novembro de 2017

AL: Vereador preso integrava quadrilha acusada de clonar cartões de crédito

Cartões clonados apreendidos após operação deflagrada nessa quinta
Maquinetas também foram apreendidas por agentes após operação

A Polícia Civil  de Alagoas  informou à imprensa, na manhã desta sexta-feira (17), detalhes da prisão da quadrilha envolvida em clonagem de cartões de crédito na região metropolitana de Maceió. Conforme exposto na coletiva, os quatro homens detidos ontem tinham relação direta com o vereador de Santa Luzia do Norte, Roberval Francisco de Sales, também preso há dois meses, pelo mesmo motivo.

De acordo com as informações da Delegacia Geral, os agentes chegaram até a quadrilha em decorrência da prisão do parlamentar. Há suspeitas de que o bando tenha atuação em outros estados, já que, no celular do líder do bando, foram encontrados vídeos dele conversando com pessoas de São Paulo.

As investigações apontaram que o chefe do grupo criminoso, José Carlos, aliciava frentistas, chegando a colocar maquinetas em postos de combustíveis no bairro de Pajuçara e no Francês, em Marechal Deodoro, além de em um posto situado no bairro de Cruz das Almas, onde foi apreendida uma maquineta.


A prisão de José Carlos se deu em flagrante, no momento em que ele usava um cartão clonado em uma loja na Jatiúca. Os agentes haviam recebido uma denúncia da proprietária do estabelecimento, que desconfiou depois de o acusado passar vários cartões diferentes no mesmo estabelecimento. A polícia, inclusive, encontrou diversos cartões clonados em seu bolso. Em depoimento, ele confessou que estava de posse de mais um cartão, deixado em um apartamento na Ponta Verde.

Segundo a investigação, a maquineta em questão, após a confirmação da compra, realizava a transação financeira, com o computador dos membros da quadrilha recebendo os códigos de barra dos cartões, a fim de que estes fossem clonados. A partir daí, os criminosos faziam novos cartões em seus nomes.

Questionada sobre a quantia em dinheiro acumulada pela quadrilha, a polícia disse não saber quantificar o valor, limitando-se a afirmar que se trata de "muito dinheiro".

As investigações continuam e vão ficar sob a responsabilidade da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic).

A OPERAÇÃO

Quatro homens foram presos, na noite dessa quinta (16), suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em clonagem de cartões. De acordo com informações da polícia, mais de 500 cartões foram encontrados na casa do líder da quadrilha. A operação foi realizada nos bairros da Jatiúca, Poço e Cruz das Almas.

Após três meses de investigação, segundo a polícia, o líder da quadrilha foi localizado. Eduardo, como foi identificado, já havia sido detido em 2005 por clonagem de cartão, também foi preso com o grupo. À imprensa, a polícia informou, ainda, que o grupo comprava cartões-presentes para despistar os crimes.

VEREADOR

Já a prisão do vereador Roberval Francisco de Sales ocorreu no dia 8 de setembro, durante uma operação em Santa Luzia do Norte. Com o parlamentar, a polícia apreendeu vários cartões e cheques falsificados, dois computadores e um carro roubado, modelo Corolla e placa PCA-1535, do Recife.

Gazeta Web




0 comentários:

Postar um comentário