terça-feira, 24 de outubro de 2017

PF prende vereador envolvido com quadrilha de assalto a bancos em Pernambuco

As prisões desta fase ocorreram em Petrolina, no Sertão de Pernambuco; Delmiro Gouveia-AL; e Barbalha-CE.

A Polícia Federal (PF) deu detalhes da Operação Cariri, realizada neste final de semana, que desarticulou uma quadrilha interestadual de assalto a banco e explosões de caixas eletrônicos e carros-fortes. A organização tinha integrantes identificados, naturais de Pernambuco, Ceará, Bahia e Alagoas. Entre os presos está um policial civil da Paraíba que também é vereador de Jardim-CE pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB).

A operação visou cumprir 16 mandados de prisão preventiva pelo Juízo da Comerca de Missão Velha-CE, onde os bandidos explodiram as agências de dois bancos em fevereiro deste ano. As prisões desta fase ocorreram em Petrolina, no Sertão de Pernambuco; Delmiro Gouveia-AL; e Barbalha-CE.

De acordo com a Polícia Federal, o grupo atuava na modalidade que vem sendo chamada de "Novo Cangaço", com parte da quadrilha mantendo os reduzidos efetivos policiais das cidades-alvo sob fogo intenso e bloqueando estradas com grampos, enquanto outros membros instalavam explosivos e recolhiam o dinheiro após a abertura dos caixas eletrônicos. Dois líderes da organização já haviam morrido em confrontos com a Polícia Militar de Pernambuco no início deste ano e há oito deles recolhidos em presídios de Pernambuco, Ceará e Bahia.


Entre os presos também está um comerciante de Petrolina, que atuava no ramo de vigilância eletrônica e é acusado de alugar fuzis para a quadrilha, além de ter forjado o roubo de veículo de sua propriedade que seria utilizado em assaltos. O policial vereador, Francisco Renato Pereira Júnior, conhecido como Junior Sedrim, é acusado de ter cedido uma granja para reunião da organização momentos antes do assalto em Missão Velha-CE.

Francisco Renato reside em Barbalha, tem 38 anos, e foi o quarto mais votado nas últimas eleições do município, com 1161 votos. Ele já responde uma ação penal por participação em duplo homicídio ocorrido em Santana de Mangabeira-PB.

Todos os envolvidos vão responder por crimes de assalto. Cinco integrantes ainda não foram localizados.

Leia Já


0 comentários:

Postar um comentário