terça-feira, 17 de outubro de 2017

Petrolândia e cidades circunvizinhas recebem visita da Operação Lei Seca até domingo (22)



Fotos: Assis Ramalho/Blog AR


A reportagem do Blog de Assis Ramalho e da Web Rádio Petrolândia conversou com o comandante da operação, Tenente PM Lacerda


Petrolândia e os municípios vizinhos, na região do Sertão de Itaparica, no interior de Pernambuco, recebem até o próximo domingo (22) blitze da Operação Lei Seca, realizadas pelo Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE). No final da tarde desta terça-feira (17), a blitz foi montada na Avenida Auspício Valgueiro Barros, no centro de Petrolândia, uma das vias mais movimentadas da cidade. 


A reportagem do Blog de Assis Ramalho e da Web Rádio Petrolândia conversou com o comandante da operação, Tenente PM Lacerda. Segundo ele, a Operação Lei Seca na região tem apoio da 4ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), sediada em Petrolândia.

Acompanhe abaixo a entrevista.

Perguntamos ao comandante sobre os procedimentos da operação em Petrolândia e região

Ten PM Lacerda: Já é a quinta vez que nós estamos vindo pra essa região aqui. Nós vamos permanecer aqui até o dia de domingo. Vamos percorrer vários municípios aqui da circunvizinhança. Só não posso responder o local e o horário, por conta do sigilo da Operação. Mas, iniciamos hoje aqui, na cidade de Petrolândia propriamente dita, e nesses outros dias desta semana vamos percorrer vários municípios da região. O Comitê Estadual de Prevenção a Acidentes com Motos, o CEPAM, ele faz o levantamento de cada município em termos de acidentados com motocicletas, então, um dos motivos pra gente estar aqui nesta cidade é o alto índice de acidentes com esse tipo de veículo, com as motocicletas e os ciclomotores, que são as conhecidas "cinquentinhas". A maior parte de nossas abordagens, cerca de 80%, são motos. Abordamos veículos também, lógico, havendo a suspeita, mas a nossa maior abordagem são as motos. Muita gente pensa que a gente só verifica a questão do álcool, [mas] não. Todos os policiais da Lei Seca são portariados [designados por portaria] pela autoridade do Detran, então nós podemos notificar. Nós consultamos placa, vemos se o documento do veículo está em dia, se está pago, vemos também a habilitação do condutor se está em dia. Então, qualquer tipo de notificação nós estamos aptos a fazer e, principalmente, a de álcool.

Sobre os números de abordagens feitas até por volta das 18h00. 

Ten PM Lacerda: Até o presente [momento] estamos em torno de 70 a 80 abordagens. Motocicletas, como você pode ver ali no nosso guincho, já tem uma em cima e, se não me engano, essas outras duas [aponta para os veículos] vão ser removidas. Notificações a gente já tem aqui diversas. Pessoas que não são habilitadas conduzindo; pessoas com veículo com pessoas na caçamba, que é o caso desse caminhão aqui à sua frente, vai ser notificado também. Não pode transportar pessoas na parte traseira de caminhonetes, isso aí já é sabido pelos condutores, mas, infelizmente, as pessoas teimam em transgredir essa regra aí.

Sobre o procedimento do condutor de moto ou carro, se, ao ser abordado, estiver sem  habilitação ou capacete, por exemplo.

Ten PM Lacerda: Se ele estiver sem habilitação, sem capacete, todo condutor que paramos, todo ele, sem exceção, ele vai ser convidado a fazer o teste no etilômetro, que é o popular bafômetro. Ele pode optar por fazer ou não - não é obrigatório. Porém, ele se negando, ele vai ser notificado. Mas, todos eles são convidados. Na questão que você falou, se ele estiver sem capacete, estiver sem a habilitação, ele vai ser notificado por essas duas infrações aí e o veículo dele só sai deste local quando ele apresentar uma pessoa habilitada, com o capacete, que se submeta ao teste do bafômetro. Aí você pode perguntar: e caso ele não apresente até o término da blitz? Caso ele não apresente, a moto dele vai ser removida pro depósito.

Para encerrar confirmamos que a Operação Lei Seca está centralizada na 4ª CIPM, em Petrolândia, e vai visitar as cidades vizinhas.

Ten PM Lacerda: Exatamente. A gente não pode revelar o dia nem o horário [de visitas às cidades], mas é por onde você está falando, nessas cidades circunvizinhas nós vamos fazer visitas de hoje até domingo.

Sobre o carro de apoio que acompanha a Operação Lei Seca. 

Ten PM Lacerda: A nossa operação, como você pode ver, ela disponibiliza a nossa viatura, ela disponibiliza o nosso reboque, um guincho, que é quem conduz os veículos apreendidos. Nós temos o veículo do Detran, com os agentes do Detran, que também fazem a notificação, nos ajudando, e nós temos uma van de apoio. Pra quê serve essa van de apoio? Toda e qualquer pessoa que for abordada, os dados dessa pessoa - nome, placa do veículo, dia, horário, local - vão ficar registrados em nosso computador. Qualquer problema futuro, com Justiça, ou que a pessoa queira esses dados, solicita à Secretaria de Saúde e nós temos esses dados, todos eles digitados e salvos em nossos computadores.

Agradecemos a gentileza do Ten PM Lacerda em atender à nossa reportagem. 

Ten PM Lacerda: Eu é que agradeço e peço a colaboração de todas as pessoas que, se beber não dirija. Você tem mototáxi, você tem o amigo [motorista] da vez, você tem uma série de outros meios de não conduzir o seu veículo após ingerir bebida alcoólica. Muitas pessoas dizem: "Poxa! A Lei Seca veio pra proibir que a gente beba, que a gente não pode mais beber". Não, amigo, você pode beber. O que você não pode é, após beber, conduzir um veículo, tanto moto quanto carro. Então, a gente pede total colaboração de todos.

Ver fotos>Operação Lei Seca realiza blitz em Petrolândia

Redação do Blog de Assis Ramalho


0 comentários:

Postar um comentário